20°
Máx
14°
Min

Masters de Judô vai definir últimas duas vagas na equipe olímpica do Brasil

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) anunciou nesta segunda-feira a convocação de 13 judocas para a disputa do Masters, que será realizado em Guadalajara, no México, entre 27 e 29 de maio. O torneio vai definir os últimos dois representantes do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio. No peso leve, Eric Takabatake e Felipe Kitadai concorrem. No peso pesado, David Moura desafia Rafael Silva.

O torneio aceita apenas os 16 melhores do ranking mundial em cada categoria, ainda que Nathalia Brígida, Tiago Camilo e Mariana Silva, todos 17.ª colocados, tenham sido convocados por convite. Charles Chibana também foi convidado, mas ficará treinando no Brasil já pensando no Rio-2016.

Dos 13 convocados, 10 estarão no Rio-2016, ainda que a CBJ ainda não tenha oficializado a convocação: Sarah Menezes (48kg), Erika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Mariana Silva (63kg), Mayra Aguiar (78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Victor Penalber (81kg) e Tiago Camilo (90kg), além de Eric ou Felipe, Rafael ou David.

No peso leve, Takabatake aparece 21 pontos à frente do ranking mundial, mas, por conta dos descartes, Kitadai tem a vantagem de ir ao Rio se os dois tiverem campanha idêntica. A exceção é se ambos perderem na primeira luta. Quem tiver campanha melhor, entretanto, fica na frente do rival.

No peso pesado, Rafael Silva tem uma vantagem de 102 pontos. Mas David Moura passa à frente se tiver um resultado melhor, desde que ganhando medalha. A CBJ, vale ressaltar, tem a prerrogativa de não convocar o melhor do ranking, ponderando outros fatores, como as oportunidades que ambos tiveram de pontuar.

"É uma competição muito estratégica para os nossos atletas. Tanto para aqueles que estão ainda brigando ponto a ponto por uma vaga olímpica, quanto para aqueles que buscam ser cabeças-de-chave nos Jogos", comenta Ney Wilson, gestor de alto rendimento da CBJ.

Pelo que mostra o ranking mundial atualizado nesta segunda-feira, a prata no Grand Prix de Almaty, domingo, deixou Rafael Buzacarini 101 pontos à frente de Luciano Corrêa na categoria até 100kg, garantindo-o na Olimpíada.