28°
Máx
17°
Min

Mattos critica 'bandidos' da torcida e Palmeiras pode ser punido

(Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras) - Mattos critica 'bandidos' da torcida e Palmeiras pode ser punido
(Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

O Palmeiras deixou Curitiba com a certeza de que os três pontos só não foram conquistados por causa da paralisação da partida contra o Coritiba, após torcedores acenderem sinalizadores nas arquibancadas do Couto Pereira. Depois de quatro minutos de espera, a partida foi retomada e a equipe da casa conseguiu o empate por 2 a 2. O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, fez duras críticas aos palmeirenses que ele chamou de "bandidos", por atrapalhar a equipe.

"O sentimento é de Indignação porque o trabalho é árduo e não pode meia dúzia de bandidos, mercenários... Qualquer palavra que usar é pouco. Isso é coisa proposital e todo mundo sabe que não pode acender sinalizador. Prejudicou, inclusive, tecnicamente, porque o jogo tinha acabado. O juiz deu mais seis minutos e levamos um gol impedido", disse o dirigente, em entrevista à ESPN Brasil.

O dirigente continuou com as críticas. "Estamos tomando providências e vamos fazer o que tiver de ser feito. Chegou ao nível de eu ter de ir no meio da torcida para ver quem estava fazendo isso. Pegamos dois ou três para prender. O que está acontecendo é que tem 16 milhões puxando o time e tem uns três, quatro, cinco, dez, que são bandidos e puxam contra. Esses caras precisam ser eliminados. Não dá para acreditar que são pessoas que queiram coisas positivas. Vamos tomar as providências que tiver de tomar", completou.

O árbitro Anderson Daronco relatou na súmula o problema com os sinalizadores e citou que partiu da torcida do Palmeiras. "Relato que aos 43 minutos do segundo tempo o jogo foi paralisado, por quatro minutos, devido a torcida da equipe do Palmeiras ter acendido vários sinalizadores de cor verde. Foi solicitado ao policiamento do estádio que tomasse as providências cabíveis. Assim que os sinalizadores foram apagados o jogo reiniciou normalmente", diz trecho da súmula.

O Palmeiras deverá ser denunciado nos artigos 191 e 206 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil no artigo 191 e mais multa de R$ 100 a R$ 1 mil por minuto de paralisação. Não existe risco de perda de mando.