24°
Máx
17°
Min

Mesmo em tarde inspirada de Marcelo Grohe, Atlético-PR domina Grêmio e vence por 2x0

Ataque contra defesa. Essa é a melhor definição da partida disputada entre Atlético-PR e Grêmio na Arena da Baixada, pela 11ª rodada do Brasileirão Série A. Pressionando do início ao fim, o Furacão venceu por 2x0 e só não ampliou o marcador graças a Marcelo Grohe, que estava uma tarde inspirada.

Tanto o primeiro como o segundo tempo foram dominados pelo Atlético-PR. Aos 10 minutos da primeira etapa, Nikão mandou um chutaço da entrada da área. Marcelo Grohe precisou intervir para impedir o primeiro gol atleticano. Já aos 24, aconteceu o lance mais polêmico da partida.

O atacante Pablo recebeu sozinho dentro da área, em posição de impedimento. Ele dominou e mandou a bola para o fundo das redes. O auxiliar Fabio Rodrigo Rubinho ameaçou correr, mas parou. Neste momento, o juiz Wagner Reway fez um sinal para o bandeira correr e então ele foi até o meio de campo.

No entanto, depois de uma confusão entre jogadores do Atlético-PR, do Grêmio e o trio da arbitragem, o juiz decidiu anular o gol, chamando para si a responsabilidade por marcar o impedimento, anulando o gol Rubro-Negro.

O Atlético-PR, então, voltou a correr atrás do gol. Aos 39, novamente Nikão fez com que Grohe trabalhasse, ao acertar um voleio depois do rebote de um escanteio. Já aos 41, a defesa gremista deu bobeira e Pablo mandou cruzado para o gol. Novamente, o goleiro Tricolor salvou, tirando com a ponta dos dedos.

(Foto: Odilon Araújo/Rede Massa)(Foto: Odilon Araújo/Rede Massa)

No segundo tempo, a pressão continuou igual. Com um minuto de partida, Vinicius pegou um rebote na entrada da área, livre. Ele tentou bater de primeira para encobrir o arqueiro gremista, que estava fora da meta. No entanto, ele escorregou e a bola saiu pela linha de fundo.

Aos cinco, André Lima aproveitou um cruzamento e cabeceou no cantinho, forçando uma grande defesa de Marcelo Grohe. O ataque atleticano parou novamente no goleiro rival aos seis minutos, quando ele defendeu um chute de Vinícius de fora da área.

No entanto, o gol era uma questão de minutos. Dois, para ser mais exato. Aos oito minutos da segunda etapa, o atacante André Lima cruzou da direita. O volante Hernani apareceu livre, dominou e mandou um chute forte no canto esquerdo do gol gremista, vencendo finalmente Marcelo Grohe.

Mesmo com o placar à frente, o Furacão não diminuiu o ímpeto. Aos 17 minutos, André Lima recebeu livre dentro da área e bateu bonito. A bola quicou no gramado e passou raspando a trave de Marcelo Grohe, que só ficou na torcida para que a bola saísse.

Aos 22 minutos, o atacante atleticano finalmente conseguiu balançar as redes. De frente para a área, André Lima mandou uma bomba, para garantir que Grohe não pegaria. A bola passou pelo goleiro gremista, explodiu no travessão e quicou para dentro do gol.

Por fim, aos 27 o Atlético teve a última grande oportunidade da partida. Após cruzamento na área, Pablo desvia e Marcelo Grohe voa para fazer mais uma defesa importante no jogo. Depois desse lance, o Furacão começou a administrar a partida até que o árbitro Wagner Reway apitou pela última vez aos 48, decretando a vitória do Furacão.

Com o resultado, o Atlético-PR chega na sétima posição, com 17 pontos, dois a menos que o Corinthians, que abre o G4 do Brasileirão. Na próxima quarta-feira (29), o Atlético tem o clássico AtleTiba pela frente. O jogo será disputado às 21h, no Couto Pereira.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro da Série A

 Já o Grêmio caiu uma posição e saiu da zona de classificação da Libertadores. Com 18 pontos e na quinta colocação, o Tricolor gaúcho enfrenta o Santos na próxima quarta-feira (29), às 19h30, na Arena do Grêmio, pela 12ª rodada da Série A.