27°
Máx
13°
Min

Mesmo sem Ricardo Oliveira, Santos goleia Mogi Mirim em noite de Joel

(Foto: Divulgação/Márcio Fernandes)  - Mesmo sem Ricardo Oliveira, Santos goleia Mogi Mirim em noite de Joel
(Foto: Divulgação/Márcio Fernandes)

A angústia do torcedor santista com a ausência do artilheiro Ricardo Oliveira no jogo contra o Mogi Mirim se dissipou na boa atuação do substituto Joel. O camaronês fez dois gols, construiu a tranquila vitória por 4 a 1 no Pacaembu e fez a torcida esquecer, ao menos por instantes, que o titular negocia sua transferência para o futebol chinês.

Joel não tem a explosão de Ricardo Oliveira. Na partida desta quinta-feira, ele demorou para engrenar. No primeiro tempo, buscou o jogo em vários lances, mas foi pouco acionado. Preso entre os zagueiros, praticamente não finalizou.

Sua participação no primeiro gol, no entanto, foi direta. Foi dele o passe para Lucas Lima cruzar na pequena área. Atrapalhado, o zagueiro Bruno Costa fez gol contra aos 26 minutos da etapa inicial.

O camaronês chegou à Vila apenas para ser uma opção no banco de reservas, depois de uma passagem apagada pelo Cruzeiro. Aos 6 minutos, mostrou que seu lugar é mesmo como centroavante, não pelos lados dos campos. Após boa troca de passes com Serginho - o técnico Dorival Junior finalmente encontrou um substituto para Marquinhos Gabriel -, Joel finalizou bem, escolhendo o canto para marcar.

No terceiro gol, mais um toque de esperteza. Após o chute de Gabriel que explodiu no zagueiro, ele olhou para a posição do goleiro Daniel antes de cabecear. Escolheu o canto e definiu a vitória.

Joel não brilhou sozinho. Antes dos seus gols, o meia Lucas Lima sempre tinha um passe esperto ou um lançamento surpreendente. Sem posição fixa, marcou, lançou e deu dinâmica ao meio-campo.

Sem alternativas para entrar na área santista, o Mogi arriscou de fora de área. Só levou perigo no primeiro tempo quando Gabriel Dias acertou o travessão no final da etapa inicial. Na etapa final, quando o Santos já havia se desligado da partida, o Mogi diminuiu com Wendel. Detalhe: foi o segundo gol da carreira do lateral que atuou no Palmeiras e em diversos clubes.

O meia Lucas Lima teve sua atuação premiada ao converter o pênalti bobo cometido pelo próprio Wendel no final do jogo. A goleada foi a exata medida da enorme distância do Santos para o adversário desta quinta no Pacaembu.

O bom resultado conquistado como mandante fez o Santos chegar aos 12 pontos e assumir a liderança isolada do Grupo A do Paulistão. Já o Mogi estacionou nos sete pontos e caiu para a penúltima posição do Grupo D, se mantendo firme como forte candidato ao rebaixamento para a Série A2.

Na próxima rodada, o Santos encara o Red Bull Brasil no domingo, às 19h30, no Moisés Lucarelli, em Campinas. Já o Mogi Mirim já atuou pela sétima rodada, em duelo antecipado contra o Linense, que o time venceu por 3 a 1. Com isso, não irá atuar neste próximo final de semana.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 4 x 1 MOGI MIRIM

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Serginho e Lucas Lima; Gabriel e Joel. Técnico: Dorival Junior.

MOGI MIRIM - Daniel; Wendel, Renato Santos, Bruno Costa e Bruno Teles; Gabriel Dias, Bruninho (Diego), Lulinha e Keké; Roni (Emerson Santos) e Léo Melo. Técnico: Toninho Cecílio.

GOLS - Bruno Costa (contra), aos 26 minutos do primeiro tempo; Joel, aos 6 e aos 28; Wendel, aos 38, e Lucas Lima, aos 46 do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Renato Santos, Gustavo Henrique, Gabriel Dias e Bruno Teles.

ÁRBITRO - Alessandro Darcie.

PÚBLICO - 9.897 pagantes.

RENDA - R$ 332.370,00

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).