27°
Máx
13°
Min

Mihajlovic é demitido e Brocchi vira o 5º técnico do Milan desde início de 2014

O Milan anunciou oficialmente nesta terça-feira a demissão do técnico Sinisa Mihajlovic, que acabou não resistindo no cargo após a derrota por 2 a 1 para a Juventus, sofrida no clássico do último sábado, em casa, pelo Campeonato Italiano. O clube também confirmou Cristian Brocchi, que vinha comandando o time sub-21 da equipe, como novo comandante até o final desta temporada do futebol europeu.

A decisão já era esperada desde a noite de segunda-feira, quando Silvio Berlusconi, proprietário do Milan, se encontrou com Brocchi e com o vice-presidente Adriano Galliani em uma reunião que durou cerca de três horas.

Promovido, Brocchi se tornou o quinto técnico do Milan em pouco mais de dois anos. Essa será a primeira vez que o jovem treinador de 40 anos de idade assumirá o comando de uma equipe profissional, na qual ele dirigirá seu primeiro treino na tarde desta terça.

Antes de Brocchi, passaram pelo direção técnica do Milan, desde o início de 2014, Massimiliano Allegri, hoje na Juventus, o holandês Seedorf e Filippo Inzaghi, dois ex-jogadores do clube, e finalmente Mihajlovic, que foi atleta da Inter de Milão.

O técnico sérvio trocou a Sampdoria pelo Milan em junho e conseguiu conduzir a equipe para a sua primeira final de Copa da Itália desde 2003. Entretanto, Mihajlovic acabou não durando nem uma temporada completa no comando após Berlusconi optar por demiti-lo após uma série de cinco jogos sem vitórias, sendo que neste período a equipe perdeu três destes confrontos e passou a ocupar a sexta posição do Campeonato Italiano, fora da zona de classificação para as competições europeias da próxima temporada.

Na reta final do Campeonato Italiano, que tem apenas seis rodadas a serem disputadas, o Milan está sete pontos atrás da Fiorentina, a quinta colocada. "Nossos mais sinceros agradecimentos ao senhor Mihajlovic pelo trabalho que realizou com dedicação e honestidade", afirmou o Milan, por meio de comunicado divulgado nesta terça-feira. O treinador, por sua vez, usou sua página no Twitter para agradecer o clube por anteriormente ter apostado em sua contratação. "Obrigado por todo o afeto. Foi uma honra", escreveu, já na noite de segunda-feira.

Nova aposta nesta reta final de temporada europeia, Brocchi, assim como Mihajlovic, foi jogador da rival Inter de Milão, mas apenas por uma temporada, antes de vestir a camisa do Milan entre 2001 e 2008. Ele ganhou por duas vezes a Liga dos Campeões como jogador, em 2003 e 2007, assim como faturou um Campeonato Italiano e a Copa da Itália neste período de sete anos com a camisa do clube.