28°
Máx
17°
Min

Modesto confirma colombiano no Santos e revela procura corintiana por Dorival

Momentos antes do clássico desta quinta-feira diante do São Paulo, no Pacaembu, o presidente Modesto Roma Júnior anunciou novidades no Santos, já pensando na próxima temporada. A principal delas foi o primeiro reforço para 2017. De acordo com o dirigente, o atacante Vladimir Hernandez chegou a um acordo com o clube e se apresentará em janeiro.

Colombiano de 27 anos, Hernandez é um atacante que atua pelos lados do campo com a camisa do Junior Barranquilla. Segundo Modesto, o jogador foi um pedido do técnico Dorival Júnior e inclusive já assinou um documento se comprometendo a reforçar o Santos no ano que vem.

"Fechamos semana passada com ele, está tudo certo. Mas o atleta só vem na janela em janeiro", declarou em entrevista à Rádio Globo. "Foi pedido do Dorival e pudemos atendê-lo. O contrato é de 5 anos, assinamos um pré-contrato junto ao Junior Barranquilla. E em janeiro, ele se apresenta para exames médicos."

Se Hernandez foi confirmado, era o nome de outro atacante que vinha sendo especulado no Santos, inclusive com elogios públicos de Dorival Júnior. De acordo com Modesto, o acerto com o colombiano, no entanto, não diminui a chance de Keno, do Santa Cruz, também reforçar o clube paulista. "Não tem nada a ver. O Keno também nos interessa e estamos trabalhando. Continuamos aguardando."

Perguntado sobre outras posições nas quais o Santos precisa se reforçar, Modesto também admitiu a possibilidade de acordo com um zagueiro, até pela grave lesão de Gustavo Henrique, que ainda não tem previsão de volta. O veterano Alex, que despontou justamente com a camisa santista, já foi especulado, mas o presidente deixou a procura em aberto. "Estamos avaliando nomes. Precisamos de zagueiro e estamos trabalhando nesse sentido."

CORINTHIANS PROCURA DORIVAL - Na mesma entrevista, Modesto surpreendeu ao revelar que o Corinthians fez uma investida na tentativa de tirar o técnico Dorival Júnior do Santos, após a demissão de Cristóvão Borges. Segundo o dirigente, no entanto, foi o próprio treinador que optou por permanecer na Vila Belmiro.

"O Dorival foi procurado, mas não teve interesse. Conversou conosco apenas para dizer que foi procurado, mas disse que preferia ficar onde está", afirmou.

Dorival ainda não se pronunciou sobre o assunto. O certo é que depois do suposto interesse no treinador, o Corinthians chegou a um acordo nesta semana com Oswaldo de Olivera. Apesar de ainda não ter sido oficializado pelo clube, o técnico deverá ser apresentado nos próximos dias.