20°
Máx
14°
Min

Modesto confirma que multa da Fifa foi por Neymar e diz que Santos vai recorrer

O presidente do Santos, Modesto Roma Junior, confirmou no final da manhã desta quinta-feira que a multa aplicada pela Fifa no início da semana ao clube é referente à negociação de Neymar. O clube da Vila Belmiro foi multado em 75 mil francos suíços (aproximadamente R$ 280 mil) pela participação de terceiros nos direitos econômicos do jogador.

"A multa é relacionada ao Neymar", disse Roma Júnior ao Estadão.com. Ele informou que o clube vai recorrer e a documentação está sendo preparada para ser enviada à Fifa nos próximos dias.

O dirigente entende que o clube não pode ser punido, porque quem vendeu para terceiros, no caso a DIS, a participação nos direitos econômicos de Neymar foi o próprio jogador. "O Santos não vendeu, quem vendeu foi o Neymar."

Modesto Roma Júnior prevê que uma enxurrada de multa desse tipo será aplicada pela Fifa daqui para frente, não só sobre o Santos, mas também contra outros times. Ele afirmou que seu clube tem vários jogadores que foram fatiados na administração anterior. Lucas Lima, por exemplo, teria 90% dos direitos na mão de terceiros.

"Esse é um caso em que não vale a pena negociar o jogador. Ele tem de cumprir o contrato até o fim. Se for negociado, o clube não ganhará praticamente nada. Então o que vale a pena é ter o retorno esportivo."