22°
Máx
17°
Min

Na base do talento, Santos vira contra Ferroviária e está nas quartas de final

Bastou uma dose de talento para o Santos virar o jogo e carimbar a sua vaga às quartas de final do Campeonato Paulista. A entrada de Lucas Lima, no segundo tempo, foi essencial para o time alvinegro conquistar a vitória por 4 a 1 diante da Ferroviária, na Vila Belmiro, em Santos, pela 13.ª e antepenúltima rodada - resultado que foi bom para o São Paulo.

Com 26 pontos, o Santos já se classificou e reassumiu a liderança do Grupo A, que era do São Bento (24). No Grupo C, a Ferroviária ficou com 16 pontos e perdeu a chance de passar o São Paulo, que tem 19, na segunda posição.

Após 30 minutos da etapa final, a mudança do técnico Dorival Junior já havia produzido três gols - dois de Paulinho. Isso só comprovou o quanto o Santos depende dos "selecionáveis", os jogadores que estavam com o Brasil e não enfrentaram o São Paulo no último final de semana.

Zeca e Thiago Maia, que defenderam a seleção olímpica, Gabriel e Lucas Lima, chamados por Dunga, fazem a diferença. Além, claro, de Ricardo Oliveira, outro que defendeu o Brasil contra o Paraguai e voltou sem condição de jogo.

E quase que Lucas Lima também ficou de fora. O meia começou no banco de reservas porque sentiu uma indisposição na véspera do jogo, quando retornou de Assunção. Dorival Júnior disse que só iria usá-lo se fosse necessário. E foi preciso.

Faltou poder de criação ao Santos no primeiro tempo. Alison, Thiago Maia e Rafael Longuine não conseguiram armar o jogo e servir o trio de atacantes escalado por Dorival Júnior. Sobrou lançamento e a ligação direta em detrimento da troca de passe. Não havia saída de bola.

A Ferroviária, mais aplicada taticamente e encurtando os espaços, não desperdiçou a sua chance. Tiago Marques recebeu lançamento pela esquerda e a teve tranquilidade necessária para abrir o placar, de cabeça.

Dorival Júnior não tinha outra alternativa se não apelar para Lucas Lima, o melhor e mais criativo jogador do time. Deu certo. Fluiu o passe, a movimentação e o Santos partiu para a pressão. A Ferroviária se encolheu.

O lado esquerdo do time da Vila Belmiro passou a funcionar. Por ali, o lateral Zeca fez um belo gol. Ele deixou o marcador no chão, esperou o momento certo para o chute e bateu rasteiro, aos 17 minutos. Abriu a porteira. Lucas Lima começou a jogada do gol de Paulinho, aos 26. Paulinho ainda fez outro, aos 30, e nos acréscimos Gabriel fez o quarto em cobrança de pênalti.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 4 x 1 FERROVIÁRIA

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Zeca; Alison (Lucas Lima), Thiago Maia e Rafael Longuine; Paulinho (Elano), Joel (Ronaldo Mendes) e Gabriel. Técnico: Dorival Júnior.

FERROVIÁRIA - Rodolfo; Igor Julião, Luan, Marcão e Thallyson; Juninho, Matheus Rosseto (Luiz Gustavo) e Fernando Gabriel; Tiago Marques (Caíque), Samuel e João Paulo (Rafinha). Técnico: Sergio Vieira.

GOLS - Tiago Marques, aos 32 minutos do primeiro tempo; Zeca, aos 18, Paulinho, aos 26 e aos 30, e Gabriel (pênalti), aos 47 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Gabriel e Lucas Lima (Santos); Thallyson e Fernando Gabriel (Ferroviária).

ÁRBITRO - Luiz Vanderlei Martinucho.

RENDA - R$ 104.570,00.

PÚBLICO - 4.208 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).