21°
Máx
17°
Min

Na mira de clube chinês, Ricardo Oliveira fica fora de jogo do Santos

(Foto: Rafael Ribeiro / CBF) - Na mira de clube chinês, Ricardo Oliveira fica fora de jogo do Santos
(Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

O futebol brasileiro está perto de perder mais um jogador de seleção para a China. Ricardo Oliveira, artilheiro do Brasileirão do ano passado, foi cortado da delegação do Santos que viaja para enfrentar o Mogi Mirim na quinta-feira, no Pacaembu, pelo Paulistão, e pode aceitar a proposta do Beijin Guoan, equipe que já levou os ex-corintianos Ralf e Renato Augusto.

Ricardo Oliveira estava escalado para conceder entrevista coletiva após o treino fechado do Santos na manhã desta quarta-feira, no CT Rei Pelé, para comentar seu 100.º jogo pelo clube, mas não apareceu para falar com os jornalistas. No lugar dele, e assessoria de imprensa santista disponibilizou o lateral Victor Ferraz e o volante Renato, que falou da possível saída do atacante.

"O lado financeiro é importante para a carreira, que é curta. Nem todos ganham para ter estabilidade quando parar. A parte financeira pesa, sabemos disso, e com certeza balança. Mas cada um tem seus objetivos e sabe o que é melhor para a família", afirmou Renato.

O volante fez questão de lembrar que o Santos vai seguir sua vida mesmo se Ricardo Oliveira sair. "Sabemos que a perda de um jogador dá oportunidade a outro. Geuvânio saiu e abriu oportunidades: Paulinho, Patito, Serginho. Os jogadores procuram manter o nível de acordo com características. Não somos eternos, perdas acontecem", comentou.

A janela de transferências fechará nesta sexta-feira e, por isso, as negociações teriam de ser rápidas. No início deste ano, Ricardo Oliveira deixou claro, em entrevista coletiva, que tinha a intenção de sair caso chegasse uma boa proposta do futebol chinês. "Talvez seja ruim para a seleção e Brasileirão, mas, para os atletas, quando se recebe algo irrecusável, você olha para casa e vê quantas pessoas dependem de você. Não dá para abrir mão disso", disse na ocasião.

O Santos já perdeu o atacante Geuvânio para o Tianjin Quanjian, da China, clube comandado por Vanderlei Luxemburgo. O presidente Modesto Roma Júnior disse, algumas vezes, que não pretende negociar nenhum de seus titulares e que só aceitaria a saída de algum atleta caso o clube interessado pagasse a multa contratual. Mas ele poderá abrir mão desta postura diante de um pedido de Ricardo Oliveira para sair.