22°
Máx
17°
Min

Na Ucrânia, Napoli bate Dínamo de Kiev de virada; Talisca 'se vinga' do Benfica

O Napoli começou muito bem na Liga dos Campeões da Europa. Nesta terça-feira, o time italiano viajou até a Ucrânia e derrotou de virada o Dínamo de Kiev por 2 a 1, no estádio Olímpico, em Kiev, pela rodada inaugural do Grupo B. E de quebra já assumiu a liderança isolada, pois na outra partida da chave Benfica e Besiktas empataram por 1 a 1, no estádio da Luz, em Lisboa. O gol do clube turco, marcado pelo brasileiro Anderson Talisca, foi uma espécie de vingança, já que o atacante foi emprestado pela equipe portuguesa.

Na Ucrânia, o Napoli mostrou a razão de ser um dos favoritos a ficar com uma vaga nas oitavas de final da competição. Após um começo de jogo mais estudado, o time italiano demorou para exercer o seu estilo de ficar com a posse de bola e atacar com rapidez e foi surpreendido pelo Dínamo de Kiev. Aos 26 minutos, Denis Garmash ficou com a bola dentro da área napolitana e acertou um belo chute no canto esquerdo baixo do goleiro espanhol Pep Reina para abrir o placar.

A desvantagem fez bem para o Napoli, que enfim entrou no jogo. Com mais força no ataque pelo lado esquerdo, especialmente com o belga Dries Mertens, o time italiano chegou ao empate, aos 36 minutos, por lá. O lateral argelino Ghoulam mandou o cruzamento na segunda trave e encontrou o centroavante polonês Milik, que cabeceou por cima do goleiro Shovkovskiy.

Pouco antes do intervalo, aos 47 minutos, o Napoli conseguiu a virada. Mais uma vez com Milik, contratado para substituir o argentino Gonzalo Higuain. Após jogada de Callejón e Mertens, a bola sobrou para o polonês, que com calma mandou a bola para as redes.

No segundo tempo, a ordem do técnico Maurizio Sarri, do Napoli, foi controlar a posse de bola, mas o Dínamo de Kiev foi ao ataque e levou perigo ao gol de Pep Reina em alguns lances. Só que, aos 23 minutos, o meia Sydorchuk colocou tudo a perder para os ucranianos ao ser expulso por tentar cavar um pênalti. Com calma, a equipe italiana administrou o bom resultado na estreia.

Em Portugal, Anderson Talisca "se vingou" do Benfica. No primeiro tempo, o time português foi melhor e abriu o placar logo aos 12 minutos com o atacante Franco Cervi, que aproveitou um rebote do chute de Eduardo Salvio que o goleiro Tolga Zengin espalmou.

No início da segunda etapa, o atacante brasileiro, que foi emprestado a contragosto ao Besiktas no final da janela de transferências, no fim de agosto, entrou em campo e não se importou em enfrentar a sua ex-equipe. Criou chances e marcou o gol de empate, em cobrança de pênalti, aos 48 minutos.