28°
Máx
17°
Min

“Não foi o Londrina que eu conheço”, afirma Tencati após desclassificação

(foto: Allan Costa/Rede Massa) - “Não foi o Londrina que eu conheço”, afirma Tencati após desclassificação
(foto: Allan Costa/Rede Massa)

O técnico Cláudio Tencati não escondeu o descontentamento com o desempenho do Londrina na derrota por 2 a 0 para o Atlético na Arena da Baixada, resultado que custou a desclassificação do clube no Campeonato Paranaense.

Depois de tomar dois gols em um intervalo de quatro minutos, a equipe não encontrou tranquilidade para buscar reação e ainda desperdiçou as poucas oportunidades que teve.

“Faltou pressionar um pouco mais, buscar o gol antes. A gente não pode contestar a qualidade que o Atlético tem, foi superior. Não engoli (a derrota) porque não foi a equipe do Londrina que eu conheço. Poderíamos ter feito mais”, cobrou, deixando clara uma cobrança ao setor defensivo. “No primeiro gol, o André Lima domina no meio de três e arruma a bola de peito para a chegada do Vinícius (autor do gol). Não pode!”.

O técnico admitiu que não tinha outra alternativa na segunda etapa quando sacou o volante Diogo Roque para entrada do meia Rafael Gava. “Arriscamos muito, as era o que podia ser feito diante das opções que eu tenho”.

Também sobrou para o atacante Bruno Batata, que completou o 11º jogo sem marcar gols e perdeu uma grande chance após o Atlético marcar o segundo. “Se faz o gol, muda o quadro do jogo, volta para o segundo tempo com outra postura. Cresceria no momento certo, e isso não ocorreu. Mas não vou ficar ensinando jogador a jogador futebol, treinamos para isso. Ele foi infeliz, paciência. Já nos ajudou muito no passado, mas neste momento está muito ofuscado”.

Questionado sobre as mudanças para a Série B, Tencati já adiantou que serão necessários reforços nas laterais, zagueiro, volante e atacante que jogue pelas pontas. “Está muito abaixo daquilo que eu espero para a competição”.

Faltam 33 dias para a estreia do Tubarão na segunda divisão nacional, no dia 14 de maio, contra o CRB em casa. Ainda não está confirmado se o estádio do Café, cujo gramado passa por reforma, terá condições de receber a partida.

Final do interior

Eliminado nas quartas do Paranaense depois de perder por 2 a 0 para o Atlético na Arena da BAixada, o Londrina agora aguarda a definição dos jogos semifinais para conhecer quem será o adversário na final do interior.

Caso o PSTC não passe pelo Coritiba, enfrenta o Tubarão na decisão inédita. Se o time de Cornélio Procópio avançar à final, o título de campeão do interior fica entre Londrina e Foz do Iguaçu.