28°
Máx
17°
Min

Napoli derrota Benfica por 4 a 2 e dispara na ponta de grupo da Liga dos Campeões

A segunda rodada do Grupo B da Liga dos Campeões da Europa foi praticamente perfeita para o Napoli nesta quarta-feira. Para grande festa de sua torcida no estádio San Paolo, em Nápoles, o time italiano derrotou o Benfica por 4 a 2 e disparou na liderança da chave. Tem seis pontos, contra dois do Besiktas, o segundo colocado, que na Turquia recebeu o Dínamo de Kiev e só empatou por 1 a 1. Ucranianos e portugueses têm um ponto cada, sendo que os primeiros ficam em terceiro lugar pelo melhor saldo de gols.

Daqui exatas três semanas, em 19 de outubro, o Napoli terá a chance de abrir ainda mais vantagem na liderança e ficar mais perto da classificação às oitavas de final. Mais uma vez em casa, o clube de Nápoles receberá o Besiktas. Na Ucrânia, Dínamo de Kiev e Benfica se enfrentarão atrás da primeira vitória na competição europeia.

Na Itália, o Napoli não deu qualquer chance ao Benfica até a metade do segundo tempo. Em cerca de 70 minutos, o clube português teve que correr atrás dos italianos. Com posse de bola e rapidez na troca de passes, o time da casa envolvia o adversário e o gol era questão de tempo. O primeiro veio aos 20 minutos da primeira etapa com o meia eslovaco Marek Hamsik, que se antecipou à zaga em uma cobrança de escanteio pela direita e cabeceou da primeira trave para surpresa do goleiro brasileiro Júlio César.

Depois do intervalo, o Benfica tentou se reestruturar em campo para tentar o empate, mas foi surpreendido por uma blitz napolitana nos primeiros minutos. Aos 6, o atacante belga Dries Mertens cobrou com perfeição uma falta na entrada da área - Júlio César ficou olhando a bola entrar. Aos 9, o goleiro brasileiro cometeu pênalti no atacante espanhol Callejón e o centroavante polonês Milik bateu forte e rasteiro no canto direito para fazer o terceiro. Para completar, aos 12, Júlio César falhou em uma saída de bola e ela sobrou limpa para Mertens anotar o quarto dos napolitanos.

Com a vitória praticamente garantida, o Napoli diminuiu o ritmo e isso fez com que o Benfica tivesse mais a bola nos pés. Em uma pressão na saída de bola dos donos da casa, aos 26 minutos, o volante brasileiro naturalizado italiano Jorginho deu um passe errado e Gonçalo Guedes teve tempo de dominar, driblar o goleiro Pep Reina e tocar para as redes. No fim, aos 41, Eduardo Salvio fez mais um para os portugueses, mas parrou por aí.

Na Turquia, o Besiktas foi melhor no primeiro tempo e conseguiu abrir o placar com o português Ricardo Quaresma, aos 29 minutos. O Dínamo de Kiev reagiu na segunda etapa e obteve o empate com Viktor Tsigankov, aos 20.