24°
Máx
17°
Min

Napoli derrota o Chievo Verona em casa e segue um ponto atrás da líder Juventus

Algumas horas depois de ver a Juventus derrotar o Palermo e manter a liderança isolada do Campeonato Italiano, o Napoli não quis neste sábado deixar a rival abrir distância na tabela de classificação. Pela sexta rodada, o time de Nápoles recebeu o Chievo Verona e venceu por 2 a 0, no estádio San Paolo, mantendo a desvantagem para a líder em apenas um ponto (15 a 14).

A manutenção da segunda colocação no Campeonato Italiano foi importante também para dar ainda mais moral para a partida contra o Benfica, de Portugal, nesta quarta-feira, novamente em Nápoles, pela segunda rodada da Liga dos Campeões da Europa. Na estreia, o time italiano venceu de virada o Dínamo de Kiev, na Ucrânia, por 2 a 1.

Pelo Campeonato Italiano, a luta pela liderança com a Juventus fica para o próximo final de semana. No domingo, pela sétima rodada, o Napoli viaja até Bérgamo para enfrentar a Atalanta. Já o Chievo Verona, com bom início de temporada - é o quinto colocado, com 10 pontos, mas pode perder posições ao final da rodada neste domingo -, joga no próximo sábado contra o Pescara como visitante.

Em campo, o técnico Maurizio Sarri preferiu dar um descanso a alguns titulares do Napoli por causa do jogo contra o Benfica. Entre eles estavam o volante brasileiro Alan e o centroavante polonês Milik, um dos artilheiros do time neste início de temporada, que só entraram no segundo tempo, quando a partida teve pouca emoção. Mas, mesmo assim, o Napoli mostrou superioridade contra o Chievo Verona.

A vitória napolitana foi conquistada ainda no primeiro tempo. Com bom toque de bola e rapidez no ataque, o time da casa envolvia o adversário, que não ameaçou o gol do espanhol Pep Reina. Aos 24 minutos, saiu o primeiro gol. Hamsik lançou Callejón na direita e o espanhol rolou para trás para Gabbiadini, que recebeu na entrada da área e chutou no canto direito baixo do goleiro Sorrentino.

Com o gol, o Napoli deu uma pequena relaxada e permitiu uma melhora do Chievo Verona, que teve uma boa chance com Castro. Mas, aos 39 minutos, o segundo gol napolitano frustrou qualquer tentativa da equipe visitante. Pela direita, Insigne deixou Hamsik livre na pequena área. O meia eslovaco teve tempo de ajeitar o corpo e acertar um forte chute no ângulo esquerdo alto de Sorrentino.