22°
Máx
17°
Min

Nervoso, Coritiba perde por 4x3 para a Chapecoense

Nervoso, Coritiba perde por 4x3 para a Chapecoense

O Coritiba perdeu para a Chapecoense por 4x3, em jogo disputado na noite desta quarta-feira (1), na Vila Capanema - o Couto Pereira está passando por reformas no gramado, que está recebendo a grama de inverno.

Com o resultado, o Verdão fica na 18ª colocação, com quatro pontos conquistados em cinco rodadas. Já a Chapeconse chega ao G4, na quarta posição, com nove pontos.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro da Série A

O jogo ficou marcado pelo polêmico lance que originou o segundo gol do time catarinense. Antes disso, porém, foi o Coritiba quem abriu o marcador. O zagueiro Rafael Marques aproveitou um escanteio e abriu o marcador aos nove minutos da primeira etapa. 

A Chape chegou ao empate em pênalti. O zagueiro Juninho derrubou Bruno Rangel na área. O atacante tirou do goleiro Wilson e deixou tudo igual na Vila Capanema aos 23 minutos.

Quase no final do primeiro tempo aconteceu o lance polêmico da partida. Depois de um cruzamento na área, o árbitro Pablo dos Santos Alves viu mão do zagueiro Rafael Marques. O juiz anotou o pênalti, que foi duramente protestado pelos jogadores alviverde. 

O atatacante Bruno Rangel, que não tinha nada a ver com isso, converteu e anotou o segundo gol dele na partida, garantindo a virada para a equipe catarinense.

No segundo tempo,o Verdão voltou com o objetivo de conseguir o empate e até a virada. Aos 23 minutos, o Coritiba conseguiu igualar o placar. Depois de uma bela jogada do lateral Dodô, o atacante Ortega recebeu livre e desencantou, marcando seu primeiro gol com a camisa alviverde.

Depois do gol, o Coxa se abriu e foi para cima da Chapecoense, para tentar a virada. No entanto, o inspirado Bruno Rangel acabou com os planos o time do Alto da Glória aos 36 minutos da segundo etapa, quando o atacante marcou o seu terceiro gol na partida ao aproveitar um cruzamento na área.

A Chapecoense ainda chegou ao quarto e belo gol com o atacante Lucas Gomes, que encobriu o goleiro Wilson em um contra-ataque da equipe catarinense. O Coritiba ainda conseguiu diminuir com Juninho, que completou um lançamento para o gol. No entanto, não foi suficiente para evitar a derrota.

O resultado gerou muitos protestos da torcida alviverde, que pedia a saída do técnico Gilson Kleina e até do presidente do clube, Rogério Bacellar. O próximo compromisso do Coritiba é diante do Corinthians, no próximo sábado (4), às 20h30, na Arena Corinthians. Já a Chape enfrenta o Fluminense, no mesmo dia e horário, em Santa Catarina.