28°
Máx
17°
Min

Neymar comemora ausências de Godín e Giménez na seleção uruguaia

A seleção uruguaia chegou no Recife para encarar o Brasil nesta sexta-feira, às 21h45, na Arena Pernambuco, com muitos problemas no setor defensivo. A dupla de zaga titular, formada por Godín e Giménez, está machucada, assim como Velázquez, provável opção para o setor. O atacante Neymar tentou minimizar os problemas do adversário, mas deixou escapar que gostou de saber que não precisará enfrentar os principais zagueiros uruguaios da atualidade.

"Godín e Giménez estão entre os melhores zagueiro do mundo, são craques e a gente que é do outro time, fica feliz dele estar fora, mas não vejo como vantagem. O Uruguai tem outros bons zagueiros para suprir suas ausências e pode ter certeza de que não teremos jogo fácil", disse o astro do Barcelona.

Se Neymar comemora a ausência dos zagueiros, os uruguaios estão sempre falando do atacante nas entrevistas coletivas e mais uma vez, ele está sendo o grande protagonista do time nacional.

Na chegada da delegação em Recife, o nome do atacante foi o mais gritado pelos torcedores. "O povo daqui é mais caloroso e vive mais a seleção brasileira. A gente espera retribuir isso com gols e um bom futebol. Caso não for possível, que pelo menos seja com a vitória."

Sua entrevista foi a mais concorrida da semana e todos os outros entrevistados tiveram que falar sobre Neymar. "Não tem problema e não é um peso (ser o protagonista). Toda equipe tem sua referência e um jogador que acaba se destacando mais. O importante é sempre prevalecer a qualidade do grupo. Tem muitos jogadores que fazem a diferença em seus clubes e fico feliz por poder ajudar aqui e no Barcelona. Mas não adianta ficar só com palavras e especulação, porque o importante é o que se faz dentro de campo", explicou.