22°
Máx
17°
Min

No Beira-Rio, Internacional vence o Juventude por 3 a 0 e é hexacampeão gaúcho

(Foto: Ricardo Duarte/ Internacional) - No Beira-Rio, Internacional vence o Juventude por 3 a 0 e é hexacampeão gaúcho
(Foto: Ricardo Duarte/ Internacional)

Há seis anos, o Rio Grande do Sul conhece apenas um campeão estadual. Neste domingo, o Internacional venceu o Juventude por 3 a 0 e conquistou o seu sexto Campeonato Gaúcho de maneira consecutiva. Após vencer o jogo de ida por 1 a 0, Eduardo Sasha, Paulão e Gustavo Ferrareis balançaram as redes no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, e garantiram o título colorado.

Um fato curioso sobre as conquistas é que a cada ano o Internacional contou com um técnico diferente no comando. Após Paulo Roberto Falcão, Dorival Júnior, Dunga, Abel Braga e o uruguaio Diego Aguirre, chegou a vez de Argel Fucks levar a equipe à taça. O hexa de 2016 aconteceu pela primeira vez após 40 anos.

Antes da bola rolar, o Internacional prestou homenagem ao ídolo Larry, ex-jogador morto na última sexta-feira. O clube também promoveu um mosaico na torcida com as 19 taças conquistadas no século XXI. Com o título deste domingo, o time colorado chegou a 20 troféus levantados desde 2001.

O JOGO - Apesar da vantagem assegurada com a vitória no jogo de ida, o Internacional não deu chance ao azar e tomou as rédeas da partida desde o início. Após 14 minutos de bola rolando, o time colorado conseguiu abrir o placar. Willian cobrou falta pela intermediária do lado direito e encontrou Eduardo Sasha sozinho na segunda trave. O artilheiro testou firme e fez 1 a 0.

Na sequência do primeiro tempo, o Internacional ainda desperdiçou duas boas chances de ampliar. Aos 18 minutos, Sasha foi à linha de fundo e cruzou para Aylon, mas Pará interceptou o passe. Já aos 44, Lucas tentou de longe e chutou para fora.

A segunda etapa começou com o mesmo panorama de jogo. Enquanto o Internacional comandava o meio de campo, o Juventude investia nos contra-ataques e chutes de fora da área. E o gol também aconteceu de maneira parecida com o primeiro. William cobrou falta e o zagueiro Paulão cabeceou para o fundo do gol.

Com a vantagem confortável, o Internacional comandou a festa da torcida com os toques de bola coordenados com os gritos de "olé" e conseguiu ainda ampliar o marcador. Aos 36 minutos, Artur tabelou com Sasha e cruzou para Gustavo Ferrareis fazer o terceiro gol de cabeça do jogo e decretar o hexacampeonato colorado.