26°
Máx
19°
Min

No Maracanã, Vasco bate o Botafogo por 1 a 0 e larga na frente na decisão carioca

(Foto: Divulgação)  - No Maracanã, Vasco bate o Botafogo por 1 a 0 e larga na frente na decisão carioca
(Foto: Divulgação)

O Vasco deu neste domingo um passo importante para conquistar o bi do Campeonato Carioca. No dia que atingiu a marca de seis meses de invencibilidade, o time venceu o Botafogo por 1 a 0, neste domingo, no estádio do Maracanã, no Rio. Para confirmar o título no próximo domingo, a equipe comandada pelo técnico Jorginho precisa apenas de um empate.

Apesar de ter feito a melhor campanha e de levantar a Taça Guanabara, os vascaínos não possuem vantagem. Se o Botafogo vencer por apenas um gol de diferença na próxima semana, o confronto será decidido nos pênaltis. Para ser campeão, precisa triunfar por dois ou mais gols de vantagem.

A forte marcação, com raras chances de gol e liberdade para atacar, foi a tônica do primeiro tempo. Com um jogo mais defensivo e em busca do contra-ataque, o Botafogo teve uma leve superioridade e criou a melhor oportunidade de gol, quando Ribamar avançou rápido e tentou o chute. A bola desviou na defesa e quase surpreendeu o goleiro uruguaio Martin Silva.

A outra tentativa do time do técnico Ricardo Gomes foi na bola parada. Aos 14 minutos, Bruno Silva subiu sozinho e cabeceou para fora. Com Nenê bem marcado, o Vasco era facilmente neutralizado e não conseguia ameaçar o goleiro Jefferson.

Somente no segundo tempo é que Jorginho organizou melhor a equipe. Aos 8 minutos, em boa jogada pela direita, Julio dos Santos cruzou para Nenê pegar de primeira. Emerson Silva salvou o que seria o gol vascaíno. A resposta foi imediata com Ribamar, em chute para fora.

Aos 15 minutos, o gol. Após cruzamento de Nenê, Jefferson saiu mal do gol e Jorge Henrique antecipou para marcar de cabeça: 1 a 0. Não bastasse a vantagem, o Vasco ganhou mais uma vantagem. Aos 24, Sassá, que estava há seis meses longe do futebol e retornou na última quinta-feira, deu um carrinho violento em Jorge Henrique e foi expulso.

Apesar de ter um a menos, o Botafogo melhorou e quase empatou. Diogo fez ótima jogada, driblou a defesa e passou para Bruno Silva, livre na área, perder o gol. Aos 38 minutos, nova chance. Neilton pegou mal na bola, que sobrou para Ribamar. O atacante ficou de frente com Martin Silva, que fez excelente defesa.

Somente nos minutos finais é que o Vasco fez uso da vantagem numérica. Nenê driblou dois marcadores e cruzou para Eder Luis, que não conseguiu finalizar com precisão. Na última tentativa, Nenê tentou gol olímpico e parou na boa defesa de Jefferson, que evitou um prejuízo maior no Maracanã.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 1 VASCO

BOTAFOGO - Jefferson; Luís Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Leandrinho (Sassá) e Gegê (Fernandes); Ribamar e Salgueiro (Neilton). Técnico: Ricardo Gomes.

VASCO - Martin Silva; Madson, Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Diguinho), Julio dos Santos (Yago Pikachu), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Eder Luis) e Riascos. Técnico: Jorginho.

GOL - Jorge Henrique, aos 15 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fernandes e Gegê (Botafogo); Julio Cesar, Nenê, Rodrigo, Luan e Marcelo Mattos (Vasco).

CARTÃO VERMELHO - Sassá (Botafogo).

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães.

RENDA - R$ 1.840.370,00.

PÚBLICO - 37.207 pagantes (43.822 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).