28°
Máx
17°
Min

Operário faz dever de casa, mas não evita o rebaixamento

(foto: Divulgação) - Operário faz dever de casa, mas não evita o rebaixamento
(foto: Divulgação)

Do céu ao inferno em um ano. Atual campeão paranaense, o Operário está rebaixado para a Divisão de Acesso do Estadual em 2017 depois de uma campanha pífia, encerrada com uma vitória por 1 a 0 sobre o Foz do Iguaçu diante da torcida no estádio Germano Krüger.  O gol foi marcado por Batatinha aos 42 da segunda etapa.

O Operário chegou à última rodada precisando vencer o Foz e ainda torcendo por tropeços de Maringá e Cascavel. Apesar de ter feito o dever de casa e o Maringá ter perdido para o Coritiba na capital, o Cascavel venceu o Rio Branco por 2 a 1. Na classificação final, o Fantasma fechou com os mesmos 11 pontos do time de Paranaguá, mas com saldo negativo de oito gols, contra zero do Leão da Estradinha.

Em 11 partidas, o alvinegro venceu três, empatou outras três e perdeu seis. Foram só nove gols marcados durante toda a competição.

O clube foi comandado por três treinadores na competição. Começou com Antônio Picoli, passou por Claudemir Sturion e, faltando duas rodadas recorreu a Gerson Gusmão, auxiliar técnico na campanha vitoriosa de 2015. Apesar da vitória sobre o Cascavel fora de casa na penúltima rodada e do triunfo sobre o Foz, o Fantasma terá que disputar a Segundona em 2017.

Confrontos das quartas-de-final:

  • Paraná x Foz do Iguaçu

  • J.Malucelli x PSTC

  • Coritiba x Toledo

  • Atlético x Londrina