23°
Máx
12°
Min

Operário vence, respira e joga Cascavel para zona de rebaixamento

Em clima de pressão, com as duas equipes ameaçadas de rebaixamento, Cascavel e Operário entraram em campo em Toledo sabendo da necessidade de uma vitória para aliviar a situação nos bastidores. ‘Melhor’ para o Fantasma de Ponta Grossa, que venceu por 2 a 0, chega aos 8 pontos e mantém viva a esperança de escapar da queda para a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense. Com a derrota, o Cascavel caiu para a 11ª posição, na zona de rebaixamento com nove pontos.

O meia Thiago Silva, sacado por Joel Preisner do time titular, entrou ainda no primeiro tempo no lugar do sérvio Marko Perovic para fazer os dois gols da vitória. O Fantasma volta a entrar em campo no próximo domingo (27), contra o Foz do Iguaçu, no estádio Germano Krüger. O Cascavel também joga em casa, contra o Rio Branco, às 16h do próximo domingo.

O primeiro tempo foi morno, com as duas equipes se preservando e temendo abrir o jogo e partir para o ataque. A melhor oportunidade dos primeiros 45 minutos foi um chute do sérvio Marko Perovic, que acertou a trave. O meia, aliás, foi substituído aos 26 da primeira etapa ao sentir uma lesão na coxa. Quem entrou no lugar foi o meia Thiago Silva.

O resultado da rodada no final do primeiro tempo rebaixava o Operário e, por isso, o time voltou com a proposta de ser mais incisivo no ataque. E funcionou. Logo no início da segunda etapa, Thiago Silva recebeu dentro da área e chutou no canto para abrir o placar. A partir do gol, o Fantasma começou a pressionar e dominou os primeiros 15 minutos do segundo tempo.

A pressão passou para o Cascavel, que entrou na zona de rebaixamento com a derrota. Os dois times se abriram para buscar o gol e foram criadas várias chances. O jogo seguia equilibrado quando Peixoto lançou Juba, que cruzou para Thiago Silva ampliar o placar para o Fantasma, ao 40 minutos do segundo tempo. O gol derrubou o Cascavel, que não teve forças para reagir. Agora, as duas equipes jogam em casa para tentar escapar do rebaixamento na última rodada.

Operário

Juninho; Peixoto, Sosa, Douglas Mendes, Alessandro; Chicão, Lucas (Marcelo Carvalho), Perovic (Thiago Silva), Lucas Batatinha (Rafinha); Juba e Reinaldo Mineiro. Técnico Joel Preisner

Cascavel

Vinícius; Romarinho (Iuri), Edmilson, Henrique, Denner; Vit, Sorvara, Leo Maringá, Marcelinho (Everton); Morato e Denilson (Gustavo). Técnico Carmino Columbini


CLIQUE AQUI E CONFIRA A TABELA DE CLASSIFICAÇÃO