21°
Máx
17°
Min

Pachequinho afirma que torcida pode esperar do time muita vontade de vencer

(Foto: Assessoria Coritiba) - Pachequinho afirma que torcida pode esperar do time muita vontade de vencer
(Foto: Assessoria Coritiba)

O técnico interino do Coritiba, Pachequinho, falou com a imprensa nesta manhã (3), sobre a atual situação do Clube. Ele assumiu o posto de treinador, após a saída de Gilson Kleina, que acabou demitido depois de uma série de resultados negativos. Sobre a saída de seu antecessor, ele se disse triste. “Recebi com tristeza a saída dele, porque além de um excelente profissional, é um amigo particular, nós começamos juntos no Coritiba e todos sabemos da capacidade dele”, diz. “Mas, o futebol brasileiro tem essa cultura e, quando não se ganha os jogos, sempre estoura para o lado do treinador”, acrescenta.

O interino ainda disse que é difícil assumir o cargo sabendo que o Clube perdeu um grande profissional. “Junto com a Comissão Técnica, conversamos com os atletas e, eles também têm esse sentimento de que poderiam ter dado mais pelo time”.

Pachequinho diz que conhece o elenco, mas lamenta não ter muito tempo para trabalhar a equipe antes do próximo jogo (marcado para sábado 4, em São Paulo).  “Não temos muito tempo, mas a torcida pode esperar do time a vontade de vencer e de reverter a situação”.

Bastante questionado sobre sua permanência como treinador, Pachequinho disse que é funcionário do Coritiba e que o que ficou acertado com a diretoria, é que, a princípio, ele fica até o fim do primeiro turno. “Hoje eu assumo o comando da equipe e vamos trabalhar para reverter a situação do time. Quanto a ficar até o fim, é uma questão de resultados, isso faz parte do futebol e tenho consciência disso”.

Colaboração Assessoria Coritiba