27°
Máx
13°
Min

Palmeiras bate América-MG e mantém vantagem na liderança do Brasileirão

(Foto: Divulgação/Cesar Greco/Ag.Palmeiras) - Palmeiras bate América-MG e mantém vantagem na liderança
(Foto: Divulgação/Cesar Greco/Ag.Palmeiras)

O Palmeiras segue firme à frente da corrida em busca do título do Campeonato Brasileiro - uma conquista que não aparece na sala de troféus da equipe desde 1994. Neste domingo, em Londrina, a equipe venceu o América-MG por 2 a 0, chegou aos 60 pontos e se manteve três pontos à frente do Flamengo. O time fez um gol logo aos dois minutos e o outro apenas no final, mas que foram suficientes para confirmar o resultado.

O Palmeiras começou a partida em cima do América-MG. Logo no primeiro minuto, a bola sobrou para Róger Guedes dentro da área. Ele escapou dos zagueiros e bateu no canto direito do goleiro João Ricardo, que se esticou e conseguiu espalmar para escanteio.

Se o gol não saiu no primeiro minuto, sairia no segundo. Após cobrança de escanteio feita por Dudu, a defesa americana cortou a bola, mas ela sobrou na entrada da área para Tchê Tchê. Sem marcação, ele chutou de primeira, rasteiro, sem chances para João Ricardo.

Lanterna, com apenas cinco vitórias na competição - todas em seu estádio -, o América-MG não conseguia organizar sequer uma jogada ofensiva com perigo. O time trocava passes na defesa, mas na transição para o ataque os volantes do Palmeiras se antecipavam e roubavam a bola.

Em um dia de muito calor no norte do Paraná, o Palmeiras passou a trocar passes sem muita pressa, desacelerando o jogo. A equipe teve ótima chance para ampliar o marcador aos 13 minutos, com Erik. O atacante tabelou com Dudu e entrou na área, conseguiu driblar seu marcador e livre, de frente para o gol, bateu forte, mas a bola passou à direita da trave.

A partida seguiu em ritmo lento. No meio, Zé Roberto não conseguia organizar o time, já que os atacantes Dudu, Róger Guedes e Erik se movimentavam muito pouco. A solução era a troca de passes entre os volantes, mas distantes do gol, as jogadas não levavam nenhum perigo.

Enderson Moreira, técnico do América-MG, insistia com seus jogadores para saírem com mais velocidade para o ataque, mas não era atendido. Aos 33, Eder Lima recebeu na intermediária, girou e bateu para o gol, mas Jailson fez boa defesa.

Pelo outro lado, Cuca se mostrava irritado com a lentidão na troca de passes, mas pelo menos parecia estar satisfeito com o rendimento do sistema defensivo palmeirense. E o primeiro tempo continuou assim, de forma arrastada, até o final.

Na segunda etapa, o América-MG voltou com mais vontade para buscar o resultado num jogo em que era mandante. Com seus volantes marcando a saída de bola do Palmeiras, os mineiros fizeram uma partida mais firme, buscando mais opções no ataque.

O Palmeiras vivia da pouca inspiração de seus jogadores. O primeiro chute a gol surgiu aos oito minutos, quando Róger Guedes tocou para Moisés que bateu torto, por cima do gol. Cuca mandou Alecsandro a campo no lugar de Erik. A ideia era fazer com que a bola ficasse mais no campo de ataque, mas o América-MG seguia melhor.

Aos 16 minutos, a equipe mineira conseguiu o primeiro escanteio do jogo. Após a cobrança, o atacante Michael subiu sozinho, sem marcação, mas cabeceou por cima do gol de Jailson.

A partir daí, Cuca passou a fazer mudanças em sua equipe. Mandou a campo Cleiton Xavier, Alecsandro e Rafael Marques nos lugares de Moisés, Erik e Dudu. Aos poucos, a bola passou a ficar mais com o Palmeiras, principalmente pelos lados do campo.

Com Cleiton Xavier cadenciando a bola, as oportunidades começaram a surgir. Primeiro, aos 40 minutos, Rafael Marques tocou para Tchê Tchê na esquerda e foi para a área. O volante cruzou na medida para o atacante, que cabeceou firme, mas a bola bateu na zaga e foi para escanteio.

Aos 42, saiu o gol que tranquilizou a torcida palmeirense. Zé Roberto lançou e Alecsandro entrou em velocidade. O atacante carregou a bola e bateu firme, a bola desviou em Messias e morreu no fundo do gol de João Ricardo.

Depois, o Palmeiras só tocou a bola até o fim do jogo. A nove rodadas do fim do Brasileirão, a equipe continua três pontos à frente do Flamengo. O próximo jogo da equipe será na quinta-feira, às 19h30 contra o Cruzeiro, em Araraquara. Já o América-MG encara o rival Atlético-MG, no Mineirão, no mesmo dia e horário.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 0 x 2 PALMEIRAS

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Pablo, Roger (Messias), Éder Lima e Gilson; Leandro Guerreiro, Ernandes (Danilo), Juninho e Tony; Matheusinho (Osman) e Michael. Técnico: Enderson Moreira.

PALMEIRAS - Jaílson; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Zé Roberto, Tchê Tchê e Moisés (Cleiton Xavier); Dudu (Rafael Marques), Róger Guedes e Erik(Alecsandro). Técnico: Cuca.

GOLS - Tchê Tchê, aos dois minutos do primeiro tempo, Alecsandro, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

CARTÕRS AMARELOS - Roger e Gilson (América-MG); Róger Guedes (Palmeiras).

CARTÃO VERMELHO Fernando Leal (América-MG - estava no banco de reservas)

RENDA - Não divulgada.

PÚBLICO - 27.895 pagantes.

Local: Estádio do Café, em Londrina (PR).