20°
Máx
14°
Min

Palmeiras se supera após falha de goleiro e arranca empate com a Chapecoense

Foto: Divulgação  - Palmeiras se supera após falha de goleiro e arranca empate em Chapecó
Foto: Divulgação

Uma falha do goleiro Vagner evitou que o Palmeiras terminasse a rodada na liderança isolada e, além disso, causou um temor em sua torcida. Sem inspiração, o time de Cuca empatou por 1 a 1 com a Chapecoense e não soube aproveitar os tropeços dos rivais na quarta-feira. Ao menos, Jean, com um gol de pênalti, evitou a derrota nos minutos finais.

Com o resultado, o Palmeiras chega aos 33 pontos, mesma pontuação de Santos e Corinthians. O time da Baixada Santista fica em primeiro pelo saldo de gols. O que causou preocupação foi a má atuação do goleiro Vagner, substituto de Fernando Prass, que embora tenha passado por cirurgia na quarta, estava com os jogadores em Chapecó nesta quinta.

Cuca mais uma vez mexeu na escalação do ataque, em busca de uma formação que consiga minimizar a ausência de Gabriel Jesus. Novamente, não adiantou nada. Erik, Dudu e Leandro Pereira se movimentaram pouco e, para piorar, a bola chegava pouco neles, já que o treinador preferiu deixar Cleiton Xavier, o principal passador do time, no banco de reservas.

A Chapecoense tomou as rédeas do jogo e soube explorar bem as falhas defensivas do Palmeiras. Zé Roberto não conseguiu ganhar uma de Gimenez e o lado esquerdo palmeirense foi o caminho mais explorado pelos catarinenses no primeiro tempo. Na etapa final, porém, o palmeirense se redimiu e até salvou um gol em cima da linha. E foi por lá que chegaram ao gol que abriu o placar.

Aos 29, cobrança de falta da direita e Vagner protagonizou o lance que pode lhe transformar no novo vilão do torcedor do Palmeiras. Estabanado, ele saiu muito mal do gol e deixou a bola livre para Kempes empurrar para as redes. O jogador da Chapecoense, estava impedido, mas o árbitro não assinalou a irregularidade.

No segundo tempo, claramente nervoso, os jogadores do Palmeiras passaram a tentar resolver na correria. Cuca colocou Cleiton Xavier, Barrios e Allione, para tentar ganhar na criação de jogadas e também uma referência na área, pois Leandro Pereira, que seria este homem, estava mais saindo da área, fazendo uma função parecida com a de Gabriel Jesus.

As mudanças melhoraram muito pouco o Palmeiras, que parecia inseguro quando a bola chegava em sua defesa, talvez, por temer que Vagner pudesse falhar mais uma vez.

E quase aconteceu aos 17, Hyoran saiu em velocidade, Vagner tentou desarmá-lo dando um carrinho e quase fez pênalti. Na sequência, o jogador da Chapecoense bateu e Zé Roberto salvou em cima da linha.

A partir daí, começou a brilhar o goleiro Danilo, da Chapecoense. Ele fez pelo menos três grandes defesas e quase conseguiu evitar o empate. Aos 40, após Cleiton Xavier ser derrubado dentro da área, em lance que causou muita irritação dos mandantes, Jean bateu pênalti rasteiro e empatou. Nos minutos finais, o Palmeiras pressionou, em vão. E Vagner terá que recompensar os pontos perdidos nas próximas rodadas.

FICHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE 1 x 1 PALMEIRAS

CHAPECOENSE - Danilo; Gimenez, Thiego, Filipe Machado e Dener Assunção; Gil, Josimar, Cleber Santana e Hyoran (Ailton Canela); Kempes (Bruno Rangel) e Tiaguinho (Lourency). Técnico: Caio Júnior.

PALMEIRAS - Vagner; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos (Cleiton Xavier), Tchê Tchê e Moisés; Erik (Barrios), Dudu (Allione) e Leandro Pereira

Técnico: Cuca.

GOLS - Kempes, aos 29 minutos do primeiro tempo. Jean, aos 40 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Josimar (Chapecoense).

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).