21°
Máx
17°
Min

Paysandu perde invencibilidade para o Gama, mas é o campeão da Copa Verde

(Foto: Divulgação)  - Paysandu perde invencibilidade para o Gama, mas é o campeão da Copa Verde
(Foto: Divulgação)

Após comemorar a conquista do Campeonato Paraense no último sábado, o Paysandu já venceu o segundo título no ano. Nesta terça-feira, o time do técnico Dado Cavalcanti faturou a Copa Verde mesmo com a derrota por 2 a 1 para o Gama, no estádio Bezerrão, em Brasília (DF). O campeão vai receber um prêmio de R$ 525 mil e uma vaga na Copa Sul-Americana de 2017. O vice só recebe o prêmio de R$ 275 mil.

Como havia vencido a partida de ida por 2 a 0, no estádio Mangueirão, em Belém, os paraenses conquistaram o título, mas perderam uma impressionante sequência invicta que já chegava a 25 jogos e se estendia desde o ano passado.

A derrota do Paysandu impediu que o atual elenco igualasse o recorde de 26 jogos do time no início dos anos 2000, quando o clube paraense era dirigido pelo técnico Givanildo Oliveira, que no último domingo sagrou-se campeão mineiro com o América.

PREMIAÇÃO - Essa foi a terceira edição da Copa Verde e o Paysandu é o clube mais presente entre os primeiros colocados. Na primeira edição, em 2014, o time paraense foi vice-campeão perdendo a decisão para o Brasília. Em 2015, o Cuiabá conquistou o título, enquanto que o Paysandu ficou em terceiro.

O time visitante não se intimidou e abriu o placar logo aos dois minutos com Raí em um chute cruzado de fora da área. Na sequência, o Gama ainda teve o atacante Raone expulso e, com um homem a menos, até conseguiu a virada, mas não reverteu a vantagem do adversário, que fez a festa em Brasília.

ARTILHEIRO - Os dois gols do Gama foram anotados pelo atacante Grampola. O primeiro de cabeça, após cruzamento da direita, aos 28 minutos, e depois cobrando pênalti, aos 34. Com isso, assumiu a liderança isolada da artilharia com seis gols porque antes era dividida com Betinho, do Paysandu, com quatro.

Tudo quase terminou em novo drama, como recentemente em Alagoas. Um grupo de torcedores do Paysandu invadiu o campo para comemorar e provocou os jogadores e torcedores da casa. A reação foi imediata. Em seguida houve uma invasão da torcida local, muitos empurrões e os próprios jogadores separaram o quase certo confronto. A Polícia Militar entrou em ação e pode garantir a premiação.