22°
Máx
16°
Min

Ponte abre 2 a 0, mas Atlético-MG busca empate e avança na Copa do Brasil

(Foto: Divulgação)  - Ponte abre 2 a 0, mas Atlético-MG busca empate
(Foto: Divulgação)

O Atlético Mineiro conseguiu a classificação às quartas de finais da Copa do Brasil ao buscar o empate com a Ponte Preta, por 2 a 2, depois de estar perdendo por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O time mineiro garantiu sua vaga pelo maior número de gols marcados fora de casa, porque no jogo de ida, em Belo Horizonte, houve empate por 1 a 1.

Antes do jogo, os dois técnicos deixaram a perspectiva de um grande jogo, aberto e agressivo. Marcelo Oliveira, por escalar os titulares do lado mineiro, inclusive com Robinho e Lucas Pratto. E Eduardo Baptista, pela opção de colocar dois meias - Maycon e Thiago Galhardo - e três atacantes do lado paulista, mesmo tendo a vantagem inicial da classificação com o 0 a 0.

A Ponte Preta começou melhor, usando duas linhas de marcação a partir do meio-campo, à espera do erro do visitante. Parecia questão de tempo e a falha aconteceu aos 13 minutos. Leonardo Silva errou o passe, Clayson recuperou a bola e Maycon lançou Roger nas costas da defesa. Ele invadiu a área e bateu rasteiro na saída de Victor que ainda tocou na bola. Ela, caprichosa, entrou mansamente nas redes.

Três minutos depois, o time paulista teve uma chance de ouro para ampliar. Clayson apareceu no lado direito da grande área e, de costas, de um chapéu em Erazo e cruzou na pequena área para Roger. O atacante cabeceou para baixo, mas Victor espalmou, fazendo grande defesa.

O time mineiro tentou reagir, mas não conseguia as infiltrações e só tinha como alternativa os chutes de longa distância, todos neutralizados pelo goleiro Aranha. O goleiro só fez uma boa defesa, nos acréscimos, em falta cobrada por Fábio Santos no canto direito da grande área. Aranha espalmou para fora da área.

A pressão nos últimos minutos, com mais velocidade e movimentação, mostrou uma sensível melhora atleticana. Tanto que o time não mudou para o segundo tempo. Mas levou outro gol cedo demais, logo aos dois minutos. Após nova roubada de bola no meio campo Thiago Galhardo lançou Felipe Azevedo pelo alto. Ele deixou a bola quicar duas vezes e bateu de primeira, encobrindo o goleiro Victor.

Nesta altura, só restava ao Atlético buscar o empate para ficar com a vaga e não haveria mais definição por pênaltis. Aos 10 minutos, a Ponte perdeu Thiago Galhardo, que sentiu o tornozelo esquerdo ao pisar errado. Elton entrou no seu lugar. Marcelo Oliveira tentou dar nova movimentação ao Atlético com as entradas de Cazares e Hyuri, respectivamente, nos lugares de Otero e Clayton.

As mudanças, porém, não mudaram o cenário do jogo. O Atlético não chegava na frente com perigo, enquanto a Ponte Preta mantinha o foco na marcação e na espera de outro contragolpe para ampliar o placar. Mas, quando tudo parecia controlado, os mineiros acharam o caminho do gol. Cazares roubou a bola de Clayson no meio-campo e lançou Lucas Pratto. Ele esperou a saída de Aranha e tocou por cima, de leve, com muita categoria, aos 29 minutos.

O jogo ganhou em emoção com o Atlético indo ao ataque. Aos 33 minutos a bola sobrou na marca do pênalti para o chute de Júnior Urso e Aranha fez grande defesa. O empate saiu aos 40 minutos, quando Dátolo bateu escanteio em curva e Aranha espalmou. A bola sobrou para Robinho, que ajeitou e bateu para as redes. Era o gol da classificação.

No final de semana os dois times voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro. A Ponte Preta vai enfrentar o Atlético-PR, domingo, às 11 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). O Atlético Mineiro vai atuar no Independência, em Belo Horizonte (MG), domingo, às 18h30, contra o Internacional, ameaçado pelo rebaixamento.

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 2 x 2 ATLÉTICO-MG

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba (Wellington Paulista), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Maycon e Thiago Galhardo (Elton); Felipe Azevedo (Jeferson),Roger e Clayson. Técnico: Eduardo Baptista.

ATLÉTICO-MG - Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Dátolo), Júnior Urso e Otero (Cazares); Clayton (Hyuri), Lucas Pratto e Robinho. Técnico: Marcelo Oliveira.

GOLS - Roger, aos 13 minutos do primeiro tempo. Felipe Azevedo, aos 2, Lucas Pratto, aos 29, e Robinho, aos 40 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Elton e Jeferson (Ponte Preta).

ÁRBITRO - Héber Roberto Lopes (SC).

RENDA - R$ 186.700,00.

PÚBLICO - 8.588 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).