22°
Máx
16°
Min

Ponte marca no fim, vence Chapecoense e derruba o último invicto do Brasileirão

(Foto: Divulgação)  - Ponte marca no fim, vence Chapecoense e derruba o último invicto do Brasileirão
(Foto: Divulgação)

Caiu o último invicto no Campeonato Brasileiro na tarde deste sábado. Com um gol de William Pottker, aos 44 minutos do segundo tempo, a Ponte Preta venceu por 2 a 1 e acabou com a invencibilidade da Chapecoense, que era o único time que ainda estava sem perder nesta edição da competição nacional. A partida foi realizada no estádio Moisés Lucarelli e válida pela sétima rodada.

Reabilitada da derrota para o Grêmio, por 1 a 0, em Porto Alegre (RS), onde sofreu gol aos 49 minutos, a Ponte Preta chegou aos dez pontos, se distanciou da zona de rebaixamento e encostou no pelotão da frente. A Chapecoense tem os mesmos dez pontos, mas foi ultrapassada pelo time campineiro por conta do número de vitórias: 3 contra 2.

O primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente, com passes errados e truncado no meio-campo. Após quase abrir o placar com cabeçada de Roger, que exigiu grande defesa de Danilo, o time campineiro abriu o placar aos 47 minutos. Reinaldo foi até a linha de fundo e cruzou para Felipe Azevedo cabecear no alto.

Atrás do placar, a Chapecoense voltou do intervalo pressionando os donos da casa em busca do empate e a Ponte Preta passou a explorar o contra-ataque. Depois de William Pottker perder boa oportunidade, o time catarinense deixou tudo igual aos 34 minutos, em um bonito chute de Arthur Maia.

No finalzinho do jogo, saiu o gol da vitória. Que começou com dois belos lances de Reinaldo, que aplicou o chapéu em dois adversários e rolou a bola para o chute forte de João Vitor. Danilo rebateu e Pottker entrou em velocidade para bater entre as pernas do goleiro. Era o gol da vitória, comemorado muito pelo próprio marcador, que tirou a camisa e recebeu o cartão amarelo.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, às 19h30, pela oitava rodada. A Ponte Preta recebe o Atlético-PR, no Moisés Lucarelli, em Campinas, enquanto a Chapecoense encara o Grêmio, na Arena Condá, em Chapecó.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 2 X 1 CHAPECOENSE

PONTEPRETA - João Carlos; Jeferson, Fábio Ferreira, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior (Matheus Jesus) e Cristian; Felipe Azevedo, Roger (Wellington Paulista) e Thiago Galhardo (William Pottker). Técnico: Eduardo Baptista.

CHAPECOENSE - Danilo; Gimenez, Thiego, Marcelo e Dener (Lucas Mineiro); Josimar, Cléber Santana e Hyoran (Arthur Maia); Lucas Gomes (Thiaguinho), Silvinho e Bruno Rangel. Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Felipe Azevedo, aos 47 minutos do primeiro tempo; Arthur Maia, aos 34, e William Pottker, aos 44 do segundo.

ÁRBITRO - Rodrigo Batista Raposo (DF).

CARTÕES AMARELOS - Cristian, William Pottker e Thiago Galhardo (Ponte Preta); Thiego, Lucas Mineiro, Gimenez e Marcelo (Chapecoense).

RENDA - R$ 50.070,00.

PÚBLICO - 3.826 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).