22°
Máx
16°
Min

Ponte Preta começa o returno do Brasileirão com vitória sobre o Figueirense

A Ponte Preta começou o returno do Campeonato Brasileiro com o pé direito ao vencer o Figueirense por 2 a 0, neste sábado, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 20.ª rodada. Com 30 pontos, o time paulista permanece na oitava posição, deixando o catarinense com 21 e na perigosa 16.ª posição, na frente do grupo ameaçado pelo rebaixamento.

Para esquecer a derrota para o Coritiba na última rodada do primeiro turno, no Paraná, a Ponte Preta entrou com cinco mudanças. Mas confiante em voltar a vencer após a boa campanha na primeira metade da competição. O Figueirense vinha de uma boa série invicta: quatro jogos, com uma vitória e três empates. Mas com a obrigação de melhorar no returno, principalmente pontuando fora de casa.

Os dois times iniciaram o jogo armados de maneira parecida, no esquema tático 4-3-3. A Ponte Preta mais agressiva, em busca de alternativas pelas beiradas do campo, enquanto que o Figueirense na espera de aproveitar algum contra-ataque. Desta forma teve a sua melhor chance aos 17 minutos, quando Carlos Alberto lançou Rafael Moura pelo lado direito e ele chutou cruzado. A bola passou pelo estreante goleiro Aranha e acabaria nos pés de Ermel, mas Maycon apareceu na pequena área para aliviar.

Três minutos depois, o time da casa assustou. Após cruzamento de Reinaldo, o atacante Roger subiu e desviou de cabeça para a defesa de Thiago Rodrigues. Mas Roger reclamou, com razão, de um pênalti ao ser puxado na camisa por Elicarlos. A segunda boa chance da Ponte Preta saiu aos 26, quando William Pottker chutou para fora.

Não houve mudança nos times para o reinício do jogo após o intervalo, mas logo aos cinco minutos saiu o gol da Ponte Preta. Clayson roubou a bola e lançou Roger pela esquerda. Após o passe, Clayson abriu as pernas e Wendel chutou de primeira. Contou com a ajuda do goleiro Thiago Rodrigues, que foi esquisito para a bola e falhou feio.

Atrás no placar, o Figueirense teve que se abrir, porém não conseguiu superar a boa marcação do mandante. Tanto que os números são incontestáveis: o goleiro Aranha não fez nenhuma vantagem e, talvez, ganhou o bicho mais fácil de sua carreira.

Sem ser ameaçada, a Ponte Preta ampliou aos 37 minutos. Clayson fez cruzamento pelo alto da esquerda para a direita. Na pequena área, Wellington Paulista se abaixou para ajeitar de cabeça para Roger, que só empurrou para as redes. É o terceiro gol dele na competição e seu 40.º em 133 jogos em suas quatro passagens pelo clube.

Neste ano, o time catarinense foi freguês da Ponte Preta, que empatou lá duas vezes sem gols, uma pelo Brasileiro e outra pela Copa do Brasil e ganhou duas vezes em Campinas: 5 a 0, pela Copa do Brasil, e os 2 a 0 deste sábado.

Os próximos jogos de ambos vão acontecer no outro domingo, dia 21. A Ponte Preta vai até São Paulo para enfrentar o Palmeiras, às 16 horas. Um pouco mais tarde, às 18h30, o Figueirense vai receber o Cruzeiro, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 2 x 0 FIGUEIRENSE

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Wendel (Abuda) e Maycon; William Pottker (Wellington Paulista), Roger e Clayson (Jeferson). Técnico: Eduardo Baptista.

FIGUEIRENSE - Thiago Rodrigues; Jefferson, Marquinhos, Bruno Alves e Pará; Elicarlos, Ferrugem (Yago) e Carlos Alberto; Lins, Rafael Moura (Maurides) e Ermel (Bady). Técnico: Argel Fucks.

GOLS - Wendel, aos 5, e Roger, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - João Vitor e Roger (Ponte Preta); Carlos Alberto e Ferrugem (Figueirense).

ÁRBITRO - Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO).

RENDA - R$ 54.010,00.

PÚBLICO - 3.753 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).