22°
Máx
14°
Min

Ponte Preta vacila, Inter busca empate e quebra série de cinco derrotas

(Foto: Divulgação/Internacional) - Ponte Preta vacila, Inter busca empate e quebra série de derrotas
(Foto: Divulgação/Internacional)

A Ponte Preta desperdiçou uma grande chance de entrar de vez na briga pelo G4 do Campeonato Brasileiro. Com um homem a mais desde os 15 minutos do segundo tempo, o clube campineiro vencia o Inter por 2 a 1 até aos 37 minutos, quando sofreu o gol de empate, 2 a 2, de Ariel, em partida realizada na manhã deste domingo, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 16ª rodada do Brasileirão.

Apesar do tropeço, a Ponte Preta foi para 24 pontos, no meio da tabela de classificação. O Internacional, por sua vez, interrompeu a série de cinco derrotas seguidas, chegou aos 21 pontos, mas está há oito jogos sem vencer.

Com jogadas rápidas pelas laterais e boas infiltrações pelo meio de campo, a Ponte Preta começou o primeiro tempo no abafa. Na primeira boa chance, a bola bateu no braço de Anselmo após chute de Maycon, mas o árbitro deixou o jogo seguir e não marcou pênalti.

Aos poucos o time visitante foi igualando as ações e chegou ao gol. Vitinho recebeu de Sasha, cortou o zagueiro e deu de bandeja para Valdívia marcar aos 25 minutos.

A partir daí só deu Ponte. O clube campineiro foi para cima e quase chegou ao empate no chute de Maycon de fora da área. A bola bateu no travessão e quicou atrás da linha. Os jogadores pediram gol, mas o árbitro mandou o jogo seguir de novo. O gol de empate saiu apenas aos 42 minutos, com Roger. O atacante apareceu no meio dos zagueiros para colocar no fundo das redes.

No segundo tempo, a Ponte voltou como terminou o primeiro, em cima do adversário e não demorou para fazer o segundo gol. Logo no minuto inicial, Wendel aproveitou a falha de Geferson e só tocou de perna direita para o gol, 2 a 1. A exatos 45 segundos.

A situação do Inter piorou ainda mais aos 12 minutos. Fernando Bob deixou o braço no rosto de Wendel e acabou expulso. Com um jogador a mais, a Ponte Preta fez a bola rodar, deixando o tempo passar, mas continuou em busca do terceiro gol. Roger tentou de letra, para defesa de Marcelo Lomba. O time campineiro diminuiu o ritmo na espera da saída do Inter, que ficou lá atrás na espera de uma chance para empatar.

Sem conseguir invadir a área adversária, o Internacional começou a abusar dos chuveirinhos e chegou ao gol em uma bola alçada na área. Aos 37 minutos, em cobrança de falta de Vitinho, Ariel desviou para deixar tudo igual.

Na próxima rodada, a Ponte Preta enfrenta o Fluminense, no domingo, às 11h, em Edson Passos, no Rio. No mesmo dia, às 16h, o Internacional recebe o Corinthians no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 2 X 2 INTERNACIONAL

PONTE PRETA - João Carlos; Nino Paraíba, Douglas Grolli e Reinaldo; João Vitor, Wendel (Matheus Jesus), Rhayner (Léo Cereja), Maycon (Wellington Paulista) e Clayson; Roger. Técnico - Eduardo Baptista.

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Fabinho, Paulão, Ernando e Geferson; Fernando Bob, Anselmo, Gustavo Ferrareis (Anderson) e Valdívia (Ariel); Eduardo Sasha (Marquinhos) e Vitinho (Ariel). Técnico - Falcão.

GOLS - Valdívia, aos 25, e Roger, aos 42 minutos do primeiro tempo. Wendel, a 1 minuto, e Ariel aos 37 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Clayson, Reinaldo e Matheus Jesus (Ponte Preta); Geferson e Vitinho (Internacional).

CARTÃO VERMELHO - Fernando Bob (Internacional).

RENDA - R$ 99.120,00.

PÚBLICO - 5.940 torcedores.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).