24°
Máx
17°
Min

Prefeitura decreta luto de três dias por morte do goleiro Danilo

(Foto: Divulgação / Chapecoense) - Prefeitura decreta luto de três dias por morte do goleiro Danilo
(Foto: Divulgação / Chapecoense)

O prefeito Marcelo Rangel decretou luto oficial de três dias em virtude da tragédia aérea que aconteceu nesta terça-feira (29) na Colômbia e matou 71 pessoas, entre jogadores e dirigentes da Chapecoense, membros da imprensa e tripulação.

O decreto 12.089, publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (30), “declara luto oficial pelo falecimento do goleiro Danilo, ex-jogador do Operário Ferroviário Esporte Clube e pelas vítimas do acidente aéreo em que estavam jogadores da Chapecoense e jornalistas brasileiros à cidade de Medellín, na Colômbia”.

O goleiro Danilo jogou no Fantasma de Vila Oficinas entre 2009 e 2010 e fez parte do elenco que conseguiu subir de divisão no Campeonato Paranaense. Ele fazia parte do elenco da Chapecoense desde 2013 e foi um dos heróis da classificação do time para a decisão da Copa Sul-Americana. Ele chegou a ser resgatado com vida, mas morreu pouco tempo depois.

O voo, com 77 pessoas a bordo, entre elas a equipe da Chapecoense - que disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, em Medellín - e 21 jornalistas brasileiros, havia saído de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. O acidente ocorreu na região montanhosa de El Gordo, parte rural do município La Unión, no Departamento (Estado) de Antioquia. Segundo autoridades da aviação colombiana, a aeronave declarou "emergência" e falhas elétricas antes de desaparecer do radar.