22°
Máx
17°
Min

Presidente da CBF admite momento ruim da seleção e cobra evolução

Presidente em exercício da CBF, o Coronel Nunes admite que a seleção brasileira vive momento difícil nas Eliminatórias da Copa do Mundo e cobra evolução da equipe comandada pelo técnico Dunga, que sofre com críticas e questionamentos em razão dos recentes tropeços.

"Todos nós, como torcedores, achamos assim: 'Ih, não estamos gostando'. Porque todos nós queremos ganhar, ganhar, ganhar, ninguém quer perder. Às vezes tem empate, mas o cara diz: 'Não, não serve'", disse Coronel Nunes, em evento de posse da nova diretoria da Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) em Natal (RN), na noite de segunda.

Questionado sobre o futuro de Dunga, o presidente em exercício da CBF se esquivou. "Foi começado um projeto desfe o ano passado para a classificação nas Eliminatórias e agora temos a nossa Olimpíada. E vem um terceiro torneio, que é o prolongamento da seleção principal, que é a Copa América Centenário. E tem a seleção olímpica, sub-23, também trabalhando. Tem um trabalho muito grande e temos que ver os resultados", afirmou.

"Nós vemos que o Brasil está lutando pela classificação, não está bem, mas a gente espera que melhore. Não é possível que o vento fique só contra o Brasil numa situação dessas", declarou, referindo-se aos tropeços da equipe nas Eliminatórias.

Nas últimas duas rodadas da competição, a seleção empatou pelo mesmo placar de 2 a 2 com Uruguai e Paraguai, dentro e fora de casa, respectivamente. Os resultados derrubaram o time nacional da terceira para a sexta colocação da tabela, fora da zona de classificação para a Copa da Rússia, em 2018.