26°
Máx
19°
Min

Presidente da federação italiana quer reduzir campeonato nacional para 18 clubes

O presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC) defendeu nesta segunda-feira que o campeonato nacional seja reduzido. Carlo Tavecchio considerou que diminuir a competição de 20 para 18 clubes pode torná-la mais atrativa e interessante para os torcedores do país e de fora.

Segundo Tavecchio, a redução melhoraria o nível geral da competição e atrairia mais torcedores por conta da maior competitividade das partidas. A ideia é que o Campeonato Italiano volte a competir pela popularidade com as outras principais competições nacionais da Europa: o Inglês, o Espanhol e o Alemão.

Tavecchio também revelou a intenção de reduzir o número de times na segunda e na terceira divisão italiana. Ele planeja discutir um plano de três ou quatro anos com as ligas responsáveis pela competição durante esta semana. "Eu sei que há problemas econômicos, não conseguiremos fazer isso em um ano", disse em entrevista à estação de rádio da RAI.

O presidente da liga responsável pela organização da primeira divisão italiana, Maurizio Beretta, se disse aberto a ouvir as ideias de Tavecchio. Caso sua sugestão seja aceita, o campeonato nacional voltará a ter o formato adotado entre 1988 e 2004, com 18 clubes, antes de ser ampliado para os atuais 20 times.