22°
Máx
14°
Min

Presidente do Corinthians confirma retorno de Pato na terça-feira

O atacante Alexandre Pato vai se apresentar ao Corinthians na próxima terça-feira e, se não aparecer nenhum negócio, será incorporado ao elenco e voltará a jogar pela equipe. A decisão é do presidente Roberto de Andrade. "Ele é funcionário do clube e tem contrato conosco até dezembro, terça-feira ele se junta aos outros para começar os trabalhos aqui", disse. O jogador tem contrato até dezembro.

O dirigente reconhece que parte da torcida tem grande resistência à volta de Pato, que caiu em desgraça após cobrar de maneira displicente, e perder, um pênalti num jogo em que o Corinthians foi eliminado pelo Grêmio na Copa do Brasil, em 2013. Mas enfatiza que tem de pensar como presidente.

"Não tiro a razão do torcedor, mas devolvo a pergunta a vocês (jornalistas). Faço o que, se tenho salário para pagar até dezembro? Pode ocorrer alguma negociação nesse meio, pode, mas ele vai ficar aqui se isso não acontecer", garantiu o mandatário.

Roberto de Andrade encontrou-se com o jogador na quinta-feira, mas não deu detalhes da reunião. Disse, porém, que a decisão não é unicamente dele. "Conversei com ele, vai chegar aqui na terça-feira, a conversa principal não é comigo. Como acabei de dizer, ele tem contrato até dezembro e, se não aparecer nenhum negócio, vai ter de ficar aqui até dezembro. Se ele vai jogar ou não, a comissão técnica vai resolver".

O Corinthians deverá pagar até R$ 4,8 milhões a Pato até o final do contrato. A despesa pesa e por isso uma negociação é desejada. Mas Andrade reconhece que não será fácil se livrar do atacante. "O contrato dele vai até dezembro, temos a oportunidade de até dezembro realizar alguma coisa. Mais difícil, sim, mas vamos ver", disse.

O técnico Cristóvão Borges, que já pediu reforços à diretoria, não se opõe à integração de Pato. Mas pondera que a definição passa por muita conversa e negociação. "Se perguntar a qualquer treinador, vai falar a mesma coisa, mas existe uma situação que tem de ser resolvida e não podemos antecipar nada antes de falar com ele. A partir de terça, aí sim, vamos conversar e decidir", afirmou o treinador.