22°
Máx
17°
Min

Pressionado, presidente do Cruzeiro promete reforços para o Brasileirão

(Foto: Divulgação/Cruzeiro) - Pressionado, presidente do Cruzeiro promete reforços para o Brasileirão
(Foto: Divulgação/Cruzeiro)

O Cruzeiro vive péssimo início de Campeonato Brasileiro. Em quatro partidas até o momento, são dois empates e duas derrotas e a penúltima colocação na tabela. O técnico português Paulo Bento ainda não conseguiu imprimir seu estilo na equipe e a pressão das arquibancadas só cresce. O presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares, sabe que mudanças são necessárias, e por isso prometeu a contratação de reforços para a competição.

"Nós vamos contratar, o Cruzeiro vai trazer reforços. Nós estamos cheio de atletas no departamento médico que estão sendo recuperados agora, e esses atletas fazem falta à equipe principal do Cruzeiro", declarou em entrevista à TV Alterosa nesta segunda-feira. "A gente não pode contratar jogador para colocar na posição de todos que estão contundidos, porque eles vão se recuperar a qualquer momento e a gente ficaria com o plantel muito inchado, com um elenco muito inchado. Mas a gente sabe perfeitamente quais as posições que temos que contratar."

As contusões, aliás, foram apontadas por Gilvan como fator principal para este péssimo momento cruzeirense. O dirigente lembrou de diversos jogadores que ficaram afastados por conta de lesões, como os zagueiros Dedé e Manoel, o lateral Mayke, o meia Alisson e o atacante Rafael Silva, e citou até o rival Atlético-MG, que também vem sofrendo com diversos desfalques neste momento da temporada.

"A gente está enxergando que lá no rival está acontecendo a mesma coisa, porque está faltando peça no elenco principal e essas peças estão fazendo falta de tal forma que eles também não estão conseguindo deslanchar e ganhar com a ausência desses atletas. Quando acontece com o Cruzeiro, ninguém realça esse fator", reclamou.

O treinador também explicou que as negociações que estão sendo prometidas não foram realizadas antes do início do Brasileirão porque o Cruzeiro ainda não havia acertado com um novo treinador, que viria a ser Paulo Bento. "A gente esperava definir o treinador para ele indicar quais as posições que acha carente e a gente contratar de acordo com o treinador. Mas nós estamos atrás dessas posições que a gente sabe que precisa de jogador."