26°
Máx
19°
Min

'Projetamos o Getterson para o futebol', diz presidente do São Paulo

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, afirmou que a investida cancelada para tirar o atacante Getterson do J. Malucelli será benéfica ao atleta. Para o dirigente, o clube divulgou o jogador e vai fazer com que outras equipes o procurem para contratá-lo, evitando que ele retorne ao time paranaense, que disputa o Campeonato Brasileiro da Série D.

"Tudo tem outro lado. Projetamos esse moço para o futebol. Já que o São Paulo o credenciou, ele foi descoberto e já tem outros clubes falando dele", disse Leco no estádio do Morumbi, onde o time enfrentou o Sport, nesta quinta-feira, pelo Campeonato Brasileiro. "Foi um jogador que avaliamos bastante, cuidadosamente. Infelizmente no momento em que a coisa se concretizou, acabou trazendo um dado negativo e tornou, assim, inconciliável a vinda dele", afirmou.

Getterson durou menos de seis horas como reforço do São Paul - ele chegaria por empréstimo até o fim da temporada. A contratação foi cancelada porque torcedores descobriram mensagens na rede social Twitter escritas pelo jogador em 2012, quando se declarou corintiano e chamou o time de Morumbi de "bambi", apelido em tom pejorativo e homofóbico utilizado por apoiadores de clubes rivais.

A descoberta fez a diretoria e o jogador acharem melhor cancelar a contratação. "O desenlace se deu de forma muito civilizada, respeitosa e correta. A incompatibilidade e aquilo que poderia gerar uma dificuldade de aceitação da nossa torcida, isso diz muito nas nossas decisões", comentou.

O jogador assinaria contrato por empréstimo até o fim da temporada. O São Paulo tirou do site oficial o comunicado com o anúncio da contratação dele. Getterson chamou a atenção do clube por se destacar no Campeonato Paranaense, com cinco gols marcados e quatro assistências.