22°
Máx
17°
Min

Provável substituto de Lugano, Maicon diz: 'Falta mais compromisso ao São Paulo'

O zagueiro Maicon afirmou nesta sexta-feira que o São Paulo precisa de mais entrega e garra para poder sair da crise. O time está há quatro partidas sem vencer e, após duas derrotas em sequência no Campeonato Paulista, vive a pressão para reagir. Segundo o defensor, a má fase só vai passar caso a equipe mude de postura e tenha uma preparação melhor para as partidas.

"Falta mais compromisso, vontade e luta. Só assim vamos conquistar nossos objetivos. Vamos trabalhar para isso. Não tem jogo fácil na Libertadores. Nome não conta e sim 11 contra 11. Pela grandeza do São Paulo, não merece estar onde está", disse o jogador. Maicon foi reserva na partida contra o Trujillanos, na quarta-feira. O empate em 1 a 1 deixou a equipe do Morumbi em situação complicada na Libertadores, com dois pontos ganhos em três rodadas.

A falta de resultados fez o elenco e a diretoria desembarcarem na noite de quinta-feira, vindos da Venezuela, com a promessa de que fizeram um pacto para buscar as três vitórias nos jogos restantes pela Libertadores. Para Maicon, apenas isso não será suficiente. "Temos que ter humildade para reconhecer que está faltando algo. Vamos resolver os problemas que o grupo mesmo causou. A culpa é nossa, não só do técnico. Não fujo dos problemas. Ninguém precisaria falar nada de pacto, sabemos do nosso compromisso", afirmou.

Por ter sido reserva contra o Trujillanos, o defensor deve ganhar a vaga de titular para a partida de domingo, pelo Estadual, contra o Ituano, fora de casa. O lateral-direito Bruno e o volante Hudson, suspensos, devem dar lugar a Caramelo e João Schimidt. O São Paulo tem 13 pontos e está na segunda colocação do grupo, atrás da Ferroviária nos critérios de desempate.

A equipe fez nesta sexta-feira pela manhã um treino leve no CT da Barra Funda. Apenas os reservas foram a campo e os titulares realizaram trabalho regenerativo na piscina. Na manhã de sábado o técnico Edgardo Bauza define a equipe titular para o compromisso. A tendência é Maicon ser escalado na vaga de Lugano. "Precisamos correr mais, mas até cavalo corre se soltar em campo. Temos que mostrar futebol, qualidade. Não posso prometer nada além de muita entrega e trabalho", disse Maicon.