27°
Máx
13°
Min

Rafinha afirma que não fechou com o Coritiba porque pessoas no clube não queriam sua volta

(Foto: Divulgação/Cruzeiro) - Em entrevista, Rafinha explica porque não fechou com o Coritiba
(Foto: Divulgação/Cruzeiro)

O próximo jogo do Coritiba pode marcar um reencontro especial. O Verdão joga contra o Cruzeiro no domingo (14), às 16h, em Minas Gerais, time do atacante Rafinha, ídolo do Verdão, que fechou com a Raposa no início de julho deste ano. O meia concedeu uma entrevista para a rádio Transamérica nesta quinta-feira (11) e falou sobre o confronto e explicou porque não acertou com o Coritiba.

O jogador afirmou que só não voltou, porque, segundo ele, pessoas dentro do clube não queriam seu retorno. “Eu tive algumas conversas com o Coritiba, enquanto estava de férias. O que eu senti foi que o torcedor que muito o meu retorno. Agradeço ao carinho, mas não tive o mesmo reconhecimento com pessoas que deveriam, que poderiam fazer acontecer esse meu retorno”, explicou.

Segundo ele, a negociação com o Cruzeiro foi rápida e ele não teve dúvidas para fechar o contrato. “Eu recebi uma ligação 12h e às 18h já estava fechado. Eu senti um reconhecimento, uma vontade de ter o meu futebol muito maior do que no Coritiba. Foi isso que pesou”, explicou o meia.

De acordo com Rafinha, depois que ele acertou com o Cruzeiro, foi bastante criticado. “Escutei bastante coisa, falaram bastante bobagem. Fui xingado, fui criticado, me chamaram de coisas que eu não sou. Mas eu procurei ficar um pouco afastado”, afirmou. “Agora é a hora de focar no Cruzeiro, que é o clube que eu tenho contrato.”

Rafinha ainda falou sobre a expectativa para o jogo de domingo. “É um jogo especial. Vou reencontrar o Coritiba, clube que eu fui muito feliz e isso jamais vai ser apagado. Mas estou em outro momento da carreira. Estou buscando espaço aqui no Cruzeiro e esse jogo vai ser muito importante para as duas equipes.”

Ele afirmou que o jogo promete ser brigado. “Vai ser decidido nos detalhes. As duas equipes precisam do resultado positivo. A gente, jogando em casa, tem uma boa chance de vencer e sair da Zona de Rebaixamento. Para o Coxa vai ser importante também, para não entrar na ZR. Quem errar menos, vai sair com o resultado.”

Por fim, o jogador afirmou que o ciclo no Coritiba se encerrou, mas não descarta uma volta no futuro. Eu fiz o que devia ser feito no Coritiba, foi um ciclo que se encerrou. Estou começando outro agora e espero fazer aqui no Cruzeiro, o que fiz no Coritiba. Não foi a hora de retornar, mas espero, quem sabe um dia, voltar para o Coxa”, afirmou.