23°
Máx
12°
Min

Santa Cruz vence Campinense no final e larga na frente na Copa do Nordeste

Jogar em Recife está sendo uma pedra no sapato do Campinense na Copa do Nordeste. Contra o Sport, o time sofreu um gol marcado por Durval aos 50 minutos do segundo tempo. Na noite desta quarta-feira, viu Bruno Soares fazer aos 47 minutos da etapa final e dar a vitória para o Santa Cruz, por 2 a 1, no Estádio do Arruda, pela primeira partida da grande decisão da Copa do Nordeste. A volta ficou para o estádio Amigão, em Campina Grande (PB), no domingo.

Com o resultado conquistado no minuto final, o Santa Cruz confirmou a força do Arruda. Após perder para o Bahia na estreia, por 1 a 0, o time pernambucano não foi mais derrotado em casa. Venceu três e empatou dois jogos.

Para o jogo de volta, marcado para domingo, às 16h, no Amigão, em Campina Grande, o Santa Cruz precisa de um empate para ficar com a taça inédita da Copa do Nordeste. Já o Campinense conquista o bicampeonato se derrotar o adversário por 1 a 0 por ter marcado um gol fora de casa.

O JOGO - Mesmo jogando em um Arruda quase lotado, com 36 mil torcedores, o Campinense não se intimidou e foi melhor durante todo o primeiro tempo, mas pecou no preciosismo. Diferentemente do Santa Cruz que precisou criar uma única oportunidade para abrir o marcador. Aos 29 minutos, após cobrança de escanteio, Glédson tentou o corte, porém, não achou nada. A bola caiu na cabeça de Grafite, que não perdoou, 1 a 0.

Atrás do placar, o Campinense se postou de uma maneira ainda mais ofensiva e acabou tendo um gol anulado aos 43 minutos. Tiago Sala aproveitou a cobrança de falta para cabecear para o fundo das redes. O árbitro pegou impedimento do jogador. A equipe pernambucana, por sua vez, só se segurou para terminar a primeira etapa em vantagem.

No segundo tempo, o Santa Cruz voltou buscando o segundo gol e quase o fez aos 14 minutos. Grafite deixou Lelê de frente para o gol. O meia chutou à queima-roupa de Glédson, que se redimiu da falha e fez grande defesa. Bem quando a equipe pernambucana dominava a partida, o Campinense deixou tudo igual. Aos 26 minutos, Tiago Sala, aquele mesmo do gol anulado, completou o escanteio de cabeça para o fundo das redes.

Após o susto, o Santa Cruz se atirou ao ataque. Lelê recebeu livre para o gol e mandou por cima, mas no final o Campinense voltou a sofrer nos minutos finais em Recife. Raniel foi até a linha de fundo e cruzou para Bruno Moraes chutar para o gol.