26°
Máx
19°
Min

São Paulo mantém Calleri no radar, mas argentino prefere ficar na Europa

JOSÉ EDUARDO MARTINS E PEDRO LOPES

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O São Paulo procura um camisa 9 para a 2017. Isso não é segredo para ninguém. Um dos nomes preferidos do clube, porém, ainda é o de Calleri.

"Ele é um grande jogador e continua no nosso radar. Mas é muito complicado porque recebe em libras", disse Marco Aurélio Cunha, o diretor executivo do time tricolor.

O argentino está longe de viver um grande momento no West Ham, da Inglaterra. Por lá desde agosto, ele disputou apenas nove partidas e não marcou nenhum gol.

Para piorar ainda mais a situação, ele chegou até a ser utilizado em duas partidas do sub-23 para ganhar ritmo e também passou em branco. Na última semana, ele até aproveitou que estava longe dos treinos por conta de uma lesão, pediu liberação para o clube e viajou para a Argentina.

Mesmo assim, segundo pessoas próximas ao jogador, ele não tem a intenção de voltar ao Brasil neste momento. Ex-companheiro e amigo de Calleri, o atacante Chávez, por exemplo, acha difícil o São Paulo contar com o compatriota em 2017.

"Ele é jovem e com um futuro enorme. Acabou de começar a dar seus passos na Europa, espero que sejam muitos. Ele jogou aqui e deixou uma marca importante, e quando alguém faz isso, sabe que as portas do clube sempre ficam abertas. Ele tem muito a dar na Europa e tomara que comece a demonstrar isso", disse Chávez.

Vinculado ao West Ham até o fim da temporada, Calleri planeja buscar uma outra oportunidade na Europa. No entanto, o jogador também não descarta retornar ao time tricolor, caso não apareça uma oferta boa. Por isso, uma negociação com o Tricolor fica em compasso de espera.

"Nesse momento, por enquanto, não há nada. Com certeza [ele deve voltar ao São Paulo um dia], mas por agora não está voltando", afirmou Guillermo Calleri, o pai do jogador.

Calleri conta com a aprovação de Rogério Ceni. O ex-goleiro e futuro treinador até esteve com o argentino durante o período em que fez curso para técnico, na Inglaterra, entre agosto e outubro deste ano.

Pelo São Paulo, Calleri conquistou a torcida em apenas seis meses. O jogador, de 23 anos, disputou 31 partidas e marcou 11 gols pelo São Paulo, sendo ainda o artilheiro do time no ano.