22°
Máx
17°
Min

São Paulo vence, complica Cruzeiro e se afasta da zona da degola

(Foto: Divulgação/SPFC) - São Paulo vence, complica Cruzeiro e se afasta da zona da degola
(Foto: Divulgação/SPFC)

A reação do São Paulo no Campeonato Brasileiro pode ser comparada à trajetória recente de Wesley. Agredido por torcedores na invasão ao CT da Barra Funda, há três semanas, o meia ajudou nesta quinta-feira o time a ficar mais distante do momento tenebroso que viveu na temporada. Um gol dele no Morumbi deu a vitória sobre o Cruzeiro por 1 a 0 e fez a ameaça do rebaixamento no Campeonato Brasileiro ficar seis pontos distante.

O resultado se soma à vitória sobre o Figueirense para dar paz ao clube, como há tempos não se via. Se antes dessa série positiva o descenso estava somente um ponto atrás, agora a equipe só precisa reagir na Copa do Brasil para ter total tranquilidade. O compromisso pelo mata-mata nacional será semana que vem, contra o Juventude.

O meia autor do gol na vitória sobre o Cruzeiro foi um dos que sentiu mais diretamente a pressão pela má fase do clube. Foi com paciência e boas atuações anteriores que tanto o jogador como o time acabaram recompensados. Os outros dois agredidos na invasão, Carlinhos e Michel Bastos, ainda não mostraram a mesma reação.

Se em duas temporadas e quase 70 jogos pelo São Paulo o ex-palmeirense Wesley ainda não cativou a idolatria, pode ter a partida com o Cruzeiro ao menos como o início de nova trajetória. Wesley já tinha dado um chute perigoso no começo do jogo, até abrir o placar com boa finalização de fora da área aos 42 minutos. A resposta dos jogadores foi instantânea após o gol. Todos correram para abraçá-lo, inclusive os reservas.

O São Paulo da etapa inicial não se resumiu às participações dele. Rodrigo Caio chegou a acertar o travessão, fora uma bela jogada de Cueva defendida por Rafael. A equipe voltou a mostrar postura ofensiva e vontade de quem está disposto a sair das posições incômodas na tabela.

Os elogios à atuação são-paulina terminam no intervalo. No segundo tempo o Cruzeiro adiantou o time e sufocou. O time da casa teve um pênalti a favor para definir o placar aos 43 minutos do segundo tempo, quando Manoel agrediu Chávez fora do lance e foi expulso de campo. Na cobrança, o argentino parou na defesa do goleiro.

A falha deu a oportunidade para a equipe mineira continuar pressionando pelo empate. Logo no lance seguinte Denis evitou o empate em tentativa de Alisson. Mesmo com um jogador a mais o São Paulo teve dificuldade para segurar a vantagem magra, mais fundamental por se tratar de um confronto direto conta as últimas posições.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 34 pontos e ocupa agora o 12º lugar da tabela. Já o Cruzeiro segue com 29, na 15ª colocação, apenas duas posições acima da zona do rebaixamento.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 0 CRUZEIRO

SÃO PAULO - Denis; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson (João Schmidt); Kelvin (Luiz Araújo), Wesley, Thiago Mendes e Cueva (Carlinhos); Chávez. Técnico: Ricardo Gomes.

CRUZEIRO - Rafael; Lucas (Ezequiel), Manoel, Bruno e Edmar; Henrique, Lucas Romero, Rafinha (Marcos Vinícius) e Robinho; Rafael Sóbis (Alisson) e Willian. Técnico: Mano Menezes.

GOL - Wesley, aos 42 minutos do primeiro tempo.

CARTÃO AMARELO - Não houve.

CARTÃO VERMELHO - Manoel.

ÁRBITRO - Diego Almeida Real (RS).

RENDA - R$ 361.885,00.

PÚBLICO - 15.566 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).