21°
Máx
17°
Min

São Paulo vence no Mineirão e deixa o Cruzeiro na zona de rebaixamento

Com um gol de Ytalo, que pela primeira vez foi titular na equipe, o São Paulo venceu o Cruzeiro por 1 a 0, neste domingo, no Mineirão, e saltou para a sexta posição no Campeonato Brasileiro, além de ter deixado o adversário na zona de rebaixamento. O time atuou com 12 desfalques, incluindo seis titulares, mas mesmo assim teve um resultado positivo.

As duas equipes entraram em campo postadas de maneira muito semelhante, com quatro defensores, dois volantes de marcação, três meias e um atacante. No meio de campo, os jogadores mais ofensivos também atacavam pelos lados e ajudavam a marcar o lateral adversário.

No Cruzeiro, Robinho era o responsável por armar as jogadas e conseguia fazer isso até com certa liberdade. Já no time paulista, a opção era atacar pelas pontas, com Kelvin pelo lado direito e Centurión na esquerda. Ytalo, que ganhou no time o lugar de Paulo Henrique Ganso, que está na seleção brasileira, não se mostrava tão eficiente no meio.

Mas desde o primeiro minuto, o São Paulo exibiu futebol melhor. Logo no início, Kelvin cruzou da direita e Alan Kardec desperdiçou uma grande chance mandando para fora enquanto a zaga mineira ficou olhando ele aparecer sozinho diante do goleiro Fábio. A resposta dos donos da casa veio aos sete minutos, quando Willian recebeu de Robinho, mas chutou mal.

Apesar de a partida ter muitos atletas no meio, o duelo não foi truncado, pelo contrário. Os times tinham liberdade para atacar, mas pecavam nos erros de passe. E esse quesito ajudou a diminuir consideravelmente as chances de gol das equipes.

Só que aos 22 o São Paulo conseguiu acertar no fundamento e chegou ao gol numa bela jogada. Kelvin recebeu pela direita, esperou a passagem em velocidade de Bruno, que cruzou para trás. Ytalo dominou a bola, girou em cima de Lucas Romero e marcou um belo gol, abrindo o placar.

O Cruzeiro sentiu o gol e não conseguiu reagir. O time visitante mantinha o domínio no confronto e quase ampliou com o zagueiro Maicon, que desviou de cabeça, com perigo, após uma jogada de bola parada pela esquerda.

No segundo tempo, o São Paulo sofreu uma baixa na lateral, quando Bruno sofreu um desconforto muscular e foi substituído por Auro. No outro lado, logo Paulo Bento tirou Robinho, que vinha muito bem, e Willian, e colocou Alisson e Riascos. Em um curto espaço de tempo o time ficou mais incisivo, mas também passou a correr mais riscos.

Aos três, Arrascaeta arriscou de fora da área e mandou para fora. O time da casa pressionou um pouco, mas a defesa do São Paulo estava bem atenta e conseguia se proteger bem. Aos 22, Alan Kardec teve mais uma chance, mas mandou para fora. O jogador continua em fase ruim e tem errado muito.

Depois, foi a vez de Kelvin receber em velocidade e tocar por cima do goleiro, mas a zaga afastou o perigo. Ele poderia ter tocado para Kardec, que estava livre. Outra boa chance foi com Auro, que chutou de longe, para fora, com muito perigo. A partir daí, o Cruzeiro foi para o desespero, mas o São Paulo se segurou e volta para casa com três pontos na bagagem.

O próximo compromisso do time será no sábado, no Morumbi, diante do Atlético Paranaense. Na zona de rebaixamento e em 18º lugar com cinco pontos, o Cruzeiro tentará se reabilitar no dia seguinte, contra o rival Atlético Mineiro, em clássico marcado para o Independência.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 x 1 SÃO PAULO

CRUZEIRO - Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Bryan; Lucas Romero, Henrique, Robinho (Alisson), De Arrascaeta (Douglas Coutinho) e Elber; Willian (Riascos). Técnico: Paulo Bento.

SÃO PAULO - Denis; Bruno (Auro), Lugano, Maicon e Matheus Reis; Thiago Mendes, João Schmidt, Kelvin, Ytalo (Luiz Araújo) e Centurión (Lucas Fernandes); Alan Kardec. Técnico: Edgardo Bauza.

GOL - Ytalo, aos 22 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - André Luiz Castro (GO).

CARTÕES AMARELOS Lucas e Riascos (Cruzeiro).

RENDA - R$ 466.861,00.

PÚBLICO - 18.905 pagantes.

LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte (MG).