22°
Máx
16°
Min

Segurança reforçada para o ‘Paratiba’ de domingo

Representantes das torcidas participaram de reunião com a Polícia Militar (Foto: Divulgação/PMPR) - Segurança reforçada para o ‘Paratiba’ de domingo
Representantes das torcidas participaram de reunião com a Polícia Militar (Foto: Divulgação/PMPR)

O jogo entre Paraná Clube e Coritiba, marcado para às 18h30 do próximo domingo (6), no Couto Pereira, em Curitiba, receberá a atenção da segurança pública estadual com policiamento reforçado, escolta das torcidas e dos times, além do reforço no patrulhamento em toda a cidade. Em reunião nesta semana as forças policiais definiram os horários de deslocamento das torcidas e como a segurança será efetuada para garantir tranquilidade a todos. 

“Orientamos às pessoas que forem até o estádio que evitem levar pertences de alto valor, grandes quantias em dinheiro e objetos que possam ser usados para agredir alguém. A Polícia Militar aplicará todos os batalhões da capital, incluindo unidades especializadas, a fim de reforçar a segurança e proporcionar mais segurança e paz antes, durante e após a partida”, reforçou o Subcomandante do 12º BPM, major Alex Erno Breunig.

O policiamento será intensificado a partir do início da tarde em toda a capital, concentrando-se nos pontos de deslocamento das torcidas e de aglomeração de pessoas. Foi acordado entre os representantes das torcidas que até 15 horas a torcida do Paraná Clube poderá deslocar-se à sede na Vila Capanema. Já a torcida do Coritiba poderá utilizar o transporte público a partir de 15h30. A fim de organizar o trânsito e facilitar a entrada ao estádio, o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) fará oito pontos de bloqueio nas imediações do local do jogo.

A escolta da torcida paranista será realizada pelo 20º Batalhão de Polícia Militar, desde a sede, localizada na Vila Capanema, até o Couto Pereira. Além desse batalhão, o Regimento de Polícia Montada (RPMon), a Companhia Giro (Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva), o 13º BPM, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) e o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). Já a escolta da torcida do alviverde paranaense será feita pelo 12º BPM, também com apoio de outras unidades da Polícia Militar.

Durante a reunião, o Comandante do 12º BPM tenente-coronel Antônio Zanatta Neto, ressaltou que antes da partida haverá um minuto de silêncio em memória dos policiais militares e civis, guardas municipais e agentes penitenciários que perderam a vida durante ações policiais.

“O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, solicitou ao Coritiba para que houvesse essa homenagem aos profissionais de segurança pública e ele foi atendido. Por isso, peço que todos os torcedores, independentemente do time, respeitem esse ato nobre em memória dos nossos companheiros de farda”, destacou o tenente-coronel.

O major Breunig pediu aos presidentes das torcidas organizadas que orientem seus integrantes que os torcedores sem ingresso não participem da escolta, além daqueles que estiverem alcoolizados ou portando bebidas alcoólicas. “Destacamos ainda que a escolta que a Polícia Militar vai fazer não é exclusiva à torcida organizada, mas atende também os demais torcedores. O cidadão que tiver interesse em ir até o estádio com a escolta da PM pode participar”, disse.

Será permitida a entrada de faixas, bandeiras e camisas do Paraná Clube no estádio e foi combinado entre as torcidas que haverá o mesmo tratamento ao Coritiba no jogo que ocorrer na Vila Capanema. 

“Essa reunião, promovida pela PM, é muito importante para evitarmos problemas de segurança e estabelece mais organização para as torcidas”, disse o presidente da Fúria Independente, Marcio Alexandre Silvestre.

Juliano Rodrigues, presidente da Império Alviverde, destacou que as pessoas devem ir ao estádio para se divertir e confraternizar pelo seu time, evitando brigas e contendas. “Queremos que o jogo seja um espetáculo de futebol e vamos repassar tudo o que foi decidido nessa reunião aos demais líderes e torcedores a fim de que haja mais segurança para todos”, afirmou.

Colaboração Polícia Militar