27°
Máx
13°
Min

Seleção olímpica se redime de fiasco e bate África do Sul em Maceió

(Foto: Divulgação)  - Seleção olímpica se redime de fiasco e bate África do Sul em Maceió
(Foto: Divulgação)

Depois de decepcionar e perder para a Nigéria por 1 a 0, na última quinta-feira, em Cariacica (ES), a seleção brasileira olímpica se redimiu neste domingo e venceu a África do Sul por 3 a 1, em amistoso realizado no estádio Rei Pelé, em Maceió, nas Alagoas.

Com Dunga diante da seleção principal, o time olímpico atuou sob o comando de Rogério Micale, do sub-20. Neste domingo, ele entrou em campo com a seguinte escalação: Ederson; Fabinho, Dória, Wallace e Douglas Santos; Rodrigo Caio, Matheus Sales e Felipe Anderson; Gabriel Jesus, Malcom e Luciano.

Em um primeiro tempo movimentado, o Brasil levou perigo aos dois minutos em cabeçada de Wallace para fora, e a África do Sul respondeu logo depois com cobrança de falta defendida pelo goleiro Ederson.

Aos 14 minutos, a seleção brasileira abriu o placar com o são-paulino Rodrigo Caio, capitão da equipe. Felipe Anderson cobrou falta do lado esquerdo e o volante subiu para cabecear para o fundo do gol.

Cinco minutos mais tarde, o Brasil chegou ao segundo. Em cobrança de escanteio, o corintiano Luciano escorou para trás e o lateral Fabinho, do Monaco, apareceu sozinho para completar.

Enquanto a África do Sul buscava o ataque somente por meio das bolas paradas, o Brasil chegou duas vezes com perigo no primeiro tempo. Aos 24, Luciano chutou forte e o goleiro February defendeu. Já aos 37, Felipe Anderson aproveitou bobeada da zaga, invadiu a área e chutou para fora, desperdiçando uma chance clara.

Para a segunda etapa, o técnico Micale promoveu as entradas de Wendell e Rodrigo Elly para os lugares de Douglas Santos e Wallace. Como a seleção baixou o ritmo, antes dos 15 minutos o treinador ainda substituiu Luciano por Andreas Pereira e Rodrigo Caio por Rafinha - que voltou aos gramados após ter lesionado o joelho no dia 17 de setembro do ano passado.

Apesar das modificações na seleção brasileira, foi a África do Sul que conseguiu balançar as redes primeiro na etapa complementar. Aos 21 minutos, Mothiba recebeu cruzamento e, de primeira, mandou para o gol.

Os testes na equipe seguiram, e Felipe Anderson deu lugar para Thiago Maia. Em uma jogada de atletas que entraram no segundo tempo, aos 29, o Brasil chegou ao terceiro gol. Rafinha deu belo passe para Andreas Pereira, do Manchester United, que teve calma na finalização e fez um belo gol.

Pouco antes do apito final, uma cena impressionante chocou os jogadores. Em disputa de bola com Andreas Pereira, Macheke tentou dar um carrinho, mas seu pé esquerdo ficou preso no chão e o joelho torceu feio. Alguns atletas fizeram sinal de fratura para o banco de reservas, e o sul-africano foi atendido por uma ambulância dentro do gramado, sendo levado direto para um hospital na capital alagoana.