22°
Máx
14°
Min

Sem Pachequinho, Coritiba tem Márcio 'Goiano' no comando para o Atletiba: "Um campeonato à parte"

(Foto: Robson De Lazzari/Rede Massa) - Sob o comando de Márcio Goiano, Coxa vai confiante para o clássico
(Foto: Robson De Lazzari/Rede Massa)

Sem o técnico Pachequinho, expulso no jogo diante do Figueirense, quem assume o comando técnico do Coritiba no clássico desta quarta-feira (29) é Márcio 'Goiano'. O auxiliar participou de uma coletiva na tarde desta terça-feira (28), junto com o goleiro Wilson. Com certeza de uma ‘volta por cima’ da equipe coxa-branca, ambos falaram sobre as preparações para o Atletiba: “um campeonato à parte”. A partida acontece nesta quarta, no Estádio Couto Pereira, às 21h.

Outra grande expectativa é a possível estreia de Kazim, regularizado nesta terça e à disposição de Márcio Goiano.

Um campeonato à parte

Foi assim que o auxiliar definiu o clássico Atletiba. “Não vejo favorito em clássico em nenhum lugar do mundo. Independente da colocação, ou como o time vem jogando, no clássico a coisa muda de figura”. O mão-direita do técnico Pachequinho, expulso por reclamação no último domingo (25), no jogo diante do Figueirense, falou sobre a importância da partida no momento em que o Coritiba vive. “A principal preocupação da comissão técnica é tirar o Coxa do lugar que está e fazer um bom jogo”, disse.

Para Márcio, a equipe sempre está de olho no próximo jogo, e tem a certeza de que o clube, atualmente na vice-lanterna do campeonato, vai sair dessa situação crítica. “A situação é momentânea, mais uma duas, três rodas, e o Coritiba já vai estar olhando para o alto da tabela”, afirmou. Mesmo sem a presença de Pachequinho na partida, o auxiliar garantiu que os dois ‘falam o mesmo idioma’ e tudo já está afinado para o clássico. “Temos uma sintonia muito boa, e essas discussões de prováveis substituições nós já fazemos diariamente. Missão dada é missão cumprida”.

Mesmo afirmando que em clássico não há favorito, o ‘monstro’ da final do Campeonato Paranaense 2016 ainda está presente no Atletiba. O Coritiba ficou com o vice-campeonato após perder de 5 a 0 no placar agregado para o Atlético Paranense. Mas, para Márcio, isso é passado. “Não tem como mudar o passado, temos que olha para frente. Os atletas estão bem focados para a partida”, esclareceu. Sobre os erros que têm ‘barrado’ os resultados alviverdes, o auxiliar explica. “Por poucos detalhes que a vitória tem escapado da nossa mão. Não vai ser agora que a gente vai jogar a toalha, ainda tem um campeonato inteiro pela frente”.

Gosto especial

Para o goleiro Wilson, tudo o que houve no paranaense já passou, mas é claro que o clássico tem um ‘gosto especial”. “Sabemos tudo o que ele representa, a importância que tem, o que uma vitória ou derrota pode representar. É mais especial ainda pela situação que vivemos no campeonato”, esclarece.

Para o Atletiba, Wilson reforçou a importância da atenção, item que tem prejudicado a equipe coxa-branca. “O nível de atenção já está maior, já melhoramos. Muitas vezes o clássico é um jogo muito brigado, com poucos lances de gols, então é estar atento o tempo todo para não dar oportunidade por adversário, e quando tiver a oportunidade poder definir”, encerrou.

Kazim 'predador'

O atacante turco Kazim-Richards, apresentado no último dia 9, foi regularizado nesta tarde e está à disposição de Márcio Goiano para o clássico. Apelidado como ‘predador’, o atacante chama a atenção pela força, e Márcio já mandou o aviso. “Vocês com certeza vão se surpreender quando ver ele jogar. Vai ser uma surpresa e tanto, é um grande reforço”.

Colaboração Louise Fiala e Robson De Lazzari/Rede Massa