26°
Máx
19°
Min

Sport empata no fim e deixa o Inter na zona de rebaixamento do Brasileirão

(Foto: Divulgação)  - Sport empata no fim e deixa o Inter na zona de rebaixamento
(Foto: Divulgação)

Foi por pouco. Mas o incômodo jejum de 13 partidas sem vitória do Internacional foi ampliado para 14 jogos. Neste domingo, com um gol aos 44 minutos do segundo tempo, o Sport buscou o empate por 1 a 1, na Arena Pernambuco, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, e tornou ainda mais dramática a situação do adversário.

Sem vencer há 14 partidas, assim, o Internacional caiu da liderança para a zona de rebaixamento do Brasileirão - está em 17º com 24 pontos, três a menos do que o Sport, o 12º.

Como havia antecipado nos treinos da semana, o técnico Celso Roth mudou o posicionamento de William, que retornou após conquistar o ouro com a seleção olímpica. Assim, ele atuou pelo meio-campo - Ceará ganhou a vaga na lateral - e auxiliou Valdívia e Seijas na armação.

Com uma transição mais rápida e um time mais compacto na marcação, Roth truncou o meio-campo e deixou claro que apostaria no contra-ataque. E a estratégia não demorou a surtir efeito.

Logo aos sete minutos, após bola disputada no meio-campo, William acelerou pela direita e cruzou na área. Seijas, com classe, já no domínio, tentou dar um corte em Paulo Roberto, mas trombou e caiu. Apesar dos protestos do Sport, o árbitro Grazianni Maciel Rocha assinalou o pênalti. O próprio venezuelano cobrou com categoria e abriu o placar.

A rapidez no contra-ataque e a parceria entre William e Seijas continuaram surtindo efeito. Aos 12, após receber na direita, o lateral deu bonito passe e encontrou o venezuelano sozinho na intermediária. Ele, então, carregou e saiu na cara de Magrão, mas bateu fraco, em cima do goleiro. E, em nova saída ágil, dez minutos depois, Seijas recebeu de Valdivia, na esquerda, e chutou com perigo.

Aos poucos, porém, o Sport foi se organizando. Embora ainda desse espaço no contra-ataque, o time da casa ampliou o domínio. O meia Gabriel Xavier tentou duas vezes, aproveitando rebotes de bolas aéreas, mas pecou na finalização - uma para fora e a outra na mão de Danilo Fernandes. O próprio goleiro salvaria, aos 30, com os pés, bom chute cruzado de Edmílson. Mas foi só.

No segundo tempo, o panorama pouco mudou. Fechado e apostando nos contra-ataques, o Internacional teve chance clara de ampliar aos 16, quando Ariel aproveitou vacilo de Ronaldo Alves e saiu na cara do gol. Magrão, mais uma vez, salvou.

Desorganizado em campo, apostando mais no abafa do que na tática, o Sport avançou as linhas e ampliou a pressão. Seguiu, porém, criando pouco. E, já no fim, quando o Internacional começava a respirar mais aliviado, o atacante Vinícius Araújo aproveitou bate-rebate de escanteio e marcou o gol do empate.

Na próxima rodada, o Inter tenta encerrar a incômoda sequência contra o Santos, em Porto Alegre, em 8 de setembro, mesmo dia em que o Sport enfrenta o Corinthians em São Paulo.

FICHA TÉCNICA

SPORT 1 X 1 INTERNACIONAL

SPORT - Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê (Vinícius Araújo); Rithely, Paulo Roberto, Gabriel Xavier, Everton Felipe (Apodi) e Mark González; Edmílson (Luis Ruiz). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

INTERNACIONAL - Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Fabinho (Eduardo), William (Fernando Bob), Seijas e Valdívia; Eduardo Sasha (Ariel). Técnico: Celso Roth.

GOLS - Seijas, aos 8 minutos do primeiro tempo; Vinícius Araújo, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Grazianni Maciel Rocha (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Paulo Roberto, Matheus Ferraz, Vinícius Araújo e Apodi (Sport); Fabinho, William, Rodrigo Dourado e Fernando Bob (Internacional).

CARTÕES VERMELHO - Oswaldo de Oliveira (Sport).

RENDA - R$ 130.865.

PÚBLICO - 7.491 pagantes.

LOCAL - Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).