27°
Máx
13°
Min

Tencati rechaça fama de retranqueiro

(foto: Larissa Fernandes/Rede Massa) - Tencati rechaça fama de retranqueiro
(foto: Larissa Fernandes/Rede Massa)

Bastaram três partidas sem vitória para que as cobranças caíssem sobre os ombros do técnico Cláudio Tencati. Principalmente depois do empate em casa com o Ceará, que impediu o Tubarão de chegar ao G-4.

A falta de criação foi a principal queixa em relação ao desempenho do time. No entanto, Tencati rechaça a fama de ‘retranqueiro’. “Se fizer um retrospecto do Tencati no Londrina, vão observar a maneira que estamos jogando a cada ano. A gente teve situação de jogar com três atacantes, dois meias e um volante. Então falar que jogamos defensivamente não consigo enxergar desta forma, me desculpe”, disse o treinador, que assumiu a responsabilidade pelo desempenho do time no jogo de sábado. “Eu sei qual é a frustração. Ia até uma certa altura, tinha um enfrentamento para fazer e dava a bola para trás. A responsabilidade é minha, mas será que se me atirasse de qualquer jeito para cima o time teria a pontuação que tem?”, questionou.

"O resultado não vem e parece que o trabalho está todo errado. Não vou deixar de confiar nos jogadores. Vou dar moral para eles e buscar alternativas, como tenho buscado", completou.

Para o jogo de sábado (24) diante do Vila Nova em Goiânia, o time deve mudar. Nas laterais, Paulinho suspenso dá lugar a Léo, enquanto Igor Bosel, em queda de rendimento, sai para entrada de Lucas Ramon.

No meio, Rondinelly deve voltar entre os titulares, causando a saída de França ou Fillipe Soutto, que Tencati já adiantou que não devem atuar mais juntos.