23°
Máx
12°
Min

Tite corta lesionado Douglas Costa e convoca Taison para a seleção

(Foto: Divulgação)  - Tite corta lesionado Douglas Costa e convoca Taison para a seleção
(Foto: Divulgação)

Ainda não será nos compromissos com Venezuela e Bolívia pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, em outubro, que Douglas Costa voltará a defender a seleção brasileira. Nesta quarta-feira, o atacante do Bayern de Munique foi cortado por causa de uma lesão, com Taison, do Shakhtar Donetsk, sendo chamado para a sua vaga.

Douglas Costa sofreu uma lesão muscular na coxa direita no último fim de semana, durante partida do Bayern com o Ingolstadt pelo Campeonato Alemão. O clube, então, anunciou que o atacante brasileiro estava afastado da equipe por tempo indeterminado, deixando em dúvida a sua presença nos próximos duelos da seleção brasileira, que agora precisou ser descartada.

Assim, Douglas Costa voltará a desfalcar a seleção brasileira. O jogador do Bayern já havia sido cortado do grupo de convocados para os Jogos Olímpicos do Rio por causa de um problema na coxa esquerda. E essa contusão o também levou a ficar de fora da primeira lista de convocados de Tite à frente da seleção, para os duelos com Equador e Colômbia.

Sem Douglas Costa, Tite recorreu a um jogador que havia sido incluído na sua primeira convocação à frente do Brasil, mas que inicialmente não foi lembrado para os confrontos com Venezuela e Bolívia. Taison, inclusive, chegou a entrar durante o segundo tempo do duelo com a Colômbia e agora poderá voltar a ter uma chance na seleção.

Com o corte de Douglas Costa e a convocação de Taison, Tite contará com 19 jogadores que haviam sido lembrados para os seus primeiros compromissos à frente do Brasil. As novidades na relação de 24 nomes - Paulinho está suspenso do jogo contra a Bolívia, o que levou o treinador a chamar um jogador a mais do que o usual - conta com cinco novidades: o goleiro Alex Muralha, o zagueiro Thiago Silva, o volante Fernandinho, o meia Oscar e o atacante Roberto Firmino.

Com as vitórias sobre Equador e Colômbia, o Brasil ascendeu para a vice-liderança das Eliminatórias para a Copa do Mundo. A seleção vai duelar com a Bolívia em 6 de outubro, na Arena das Dunas, e com a Venezuela no dia 11, em Mérida.