21°
Máx
17°
Min

Tite defende André após pênalti perdido: 'Não dá para comparar com o Pato'

Após a eliminação na Copa Libertadores, Tite traçou uma meta para o Corinthians em 2016. Chegar à final da Copa do Brasil e terminar o Brasileirão no G4. "Sonhamos com o título (do Brasileiro), claro, mas o objetivo real é esse", afirmou.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o treinador voltou a lamentar a queda diante do Nacional na última quarta-feira, no Itaquerão, e defendeu o elenco. Em especial, o atacante André, um dos jogadores mais criticados pela torcida.

André perdeu um pênalti na partida diante do Nacional, quando o jogo já estava 2 a 1 para os uruguaios. Marquinhos Gabriel, de pênalti, chegou a empatar a partida, mas o Corinthians foi eliminado. "Ninguém, em sã consciência, pode comparar as batidas de pênaltis do Pato, do Matheus, com a do André. Foram totalmente diferentes da batida dele", disse Tite.

Pato perdeu um pênalti em 2013, contra o Grêmio na Copa do Brasil, porque tentou uma cavadinha que parou nas mãos de Dida e selou a eliminação do Corinthians na competição. Já Matheus Pereira tentou repetir a cavadinha e errou cobrança na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano, ajudando a decretar o título do Flamengo.

"Olha a batida do André contra o Audax. Ele fez o gol, é injusto. Não vamos ser oportunistas. É a forma que ele treina pênalti, parecida com o que Evair fazia. Análise técnica do movimento", comentou Tite.

O Corinthians voltou as treinos nesta sexta-feira após a eliminação para o Nacional. O time só retorna a campo no próximo domingo na primeira rodada do Brasileirão contra o Grêmio, em Itaquera. Na Copa do Brasil, só entrará nas oitavas de final.