24°
Máx
17°
Min

Tite festeja vitória da seleção sobre o Equador com a mulher e chora ao telefone

Para Tite, o jogo coletivo foi fundamental para que o Brasil derrotasse o Equador (Foto: Getty Images) - Tite festeja vitória da seleção sobre o Equador
Para Tite, o jogo coletivo foi fundamental para que o Brasil derrotasse o Equador (Foto: Getty Images)

Tite não conseguiu segurar a emoção após estrear no comando da seleção brasileira com vitória sobre o Equador por 3 a 0, nesta quinta-feira, em Quito, onde o Brasil não vencia havia 33 anos. O treinador ligou para a sua mulher, Rose, e chorou ao telefone. "Não quero falar sobre o jogo com a Colômbia (próximo adversário). Só quero curtir essa vitória. Liguei para minha esposa e a gente chorou no telefone, de alegria", disse.

O treinador destacou sobretudo a atuação do Brasil no segundo tempo, quando o time administrou a posse de bola e controlou o adversário. "São jogos de alto nível, os atletas merecem muito meu elogio. Era um desafio muito grande fazer frente ao Equador, mas eles venceram e mereceram, principalmente pelo segundo tempo", afirmou.

Para Tite, o jogo coletivo foi fundamental para que o Brasil derrotasse o Equador. Ele, por exemplo, se referiu a Neymar como "um líder técnico" do time. "A equipe tem esse espírito solidário, por isso conseguiu sofrer nos momentos difíceis para ter a vitória no final".

A Rogério Micale, o treinador agradeceu por ter dado "espírito competitivo" à seleção. Quatro jogadores campeões olímpicos no Rio-2016 jogaram nesta quinta-feira em Quito: Marquinhos, Renato Augusto, Neymar e Gabriel Jesus. "Obrigado Micale, obrigado seleção olímpica, que emprestou um espírito competitivo muito grande e as coisas estão ligadas", afirmou.

Tite também dividiu os méritos com o técnicos que trabalharam com Gabriel Jesus no Palmeiras. "Tenho que ser justo. Cuca, Marcelo (Oliveira) e Oswaldo (de Oliveira) trabalharam com Gabriel. Isso me ajudou muito, falei com eles. Enchi o saco de muitos técnicos brasileiros. Fica meu agradecimento. A vitória foi muito em função deles".

O treinador revelou ainda uma conversa que teve com Willian nos vestiários. O meia do Chelsea não jogou bem e acabou substituído por Philippe Coutinho no segundo tempo. "Falei para o Willian que nem sempre ele vai estar inspirado. Mas disse que foi importante para o Philipe Coutinho".

Tite também fez questão de agradecer o seu antecessor no comando da seleção. "O Dunga e o Gilmar (Rinaldi) pegaram a seleção num momento muito difícil. Estou dando sequência a esse processo", disse. Segundo o técnico, o Brasil só conseguiu jogar bem graças ao trabalho de Dunga. "Foi um legado de Dunga, com atletas que já trabalhavam na seleção desta forma. Ele proporcionou isso".

O Brasil vai com o moral elevado para o jogo desta terça-feira contra a Colômbia, em Manaus, mas Tite tratou de conter a euforia. "A gente fica feliz por hoje (quinta), mas tem a noção exata da responsabilidade", finalizou.