28°
Máx
17°
Min

Torcida do Corinthians faz protesto contra diretoria e jogadores na sede do clube

Foto: Rodrigo Gazzanel/Futura Press - Torcida do Corinthians faz protesto contra diretoria e jogadores
Foto: Rodrigo Gazzanel/Futura Press

A derrota por 3 a 0 do Corinthians para o Grêmio, no domingo passado, completando três rodadas sem vitória no Campeonato Brasileiro, fez com que um grupo de torcedores realizasse um protesto nesta segunda-feira em frente ao Parque São Jorge, na sede social do clube, na zona leste de São Paulo. As críticas foram contra membros da diretoria e jogadores. O curioso é que o técnico Cristóvão Borges foi um dos poucos poupados da manifestação.

"Acabou o caô, o dinheiro chegou, mas não veio jogador", "Edu Ferreira, seu vacilão, vê se me explica, qual é a solução", "Alô Edu, ô seu c... pega suas coisas e pede demissão", "Diretoria, vê se me explica, cadê o dinheiro que veio lá da China?", "P... que o pariu, cadê o centroavante? Ninguém sabe, ninguém viu", foram alguns dos cânticos contra a diretoria. Edu Ferreira é diretor do Corinthians e foi dirigente da Gaviões da Fiel, principal organizada do clube.

O meia Elias e o atacante André também foram lembrados no protesto. "Roberto de Andrade, cadê o planejamento, cadê a nossa base?" e "Alô Elias, seu pipoqueiro, pode ir embora e leva o baladeiro (André)", cantaram.

Elias ficou marcado após reclamar da torcida no empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, no último dia 8, no estádio do Pacaembu, em São Paulo. Na saída do campo, o jogador disse que os corintianos pareciam os torcedores do São Paulo, que só sabiam criticar a equipe.

O protesto teve cantos, fogos de artifício, sinalizadores e cartazes. Os torcedores ainda estudam a possibilidade de fazer um protesto na frente do CT Joaquim Grava, nesta terça-feira, quando o elenco se reapresenta visando a partida contra o Vitória, na próxima segunda, no estádio Itaquerão, em São Paulo, pela 21.ª rodada.