27°
Máx
13°
Min

Torcida protesta contra Anderson e meia promete que 'vai vencer no Inter'

No fim do ano passado, o Internacional recebeu uma proposta de cerca de R$ 25 milhões do futebol chinês por Anderson. A diretoria, à época, alegou que confiava no meio-campista. A torcida, porém, já perdeu a paciência. O ex-gremista foi alvo de protesto de cerca de 30 torcedores colorados, nesta sexta-feira. Eles foram ao Beira-Rio e cobraram a saída do jogador, que tem o salário mais alto do elenco.

A torcida está incomodada com o desempenho de Anderson dentro e fora de campo. Na quarta-feira, ele jogou mal e foi um dos que perdeu pênalti na semifinal da Copa Sul-Minas-Rio, contra o Fluminense. Depois da partida, bateu boca com uma torcedora pelas redes sociais, xingando-a.

"Fora Ander$on" e "salário em dia, futebol atrasado" foram algumas das mensagens expostas pelos torcedores que foram ao Beira-Rio para protestar. Para eles, o meia, formado nas categorias de base do Grêmio e herói da "Batalha dos Aflitos", é acusado de não ter respeito com a camisa do Inter.

Após o protesto, ele disse não entender a crítica. "Em todos os clubes em que joguei, jamais tive problemas com torcedores. Pelo contrário, sempre trabalhei muito para honrar as camisetas que vesti, e minha relação com as torcidas foi a melhor. Aqui no Internacional, desde o dia em que fui contratado, dou o meu máximo em todos os momentos", escreveu o jogador no Instagram.

O meia, entretanto, se desculpou pela discussão com a torcedora. "Após o jogo contra o Fluminense, na última quarta-feira, saí do campo chateado com o resultado. Recebi ofensas que ultrapassaram a questão profissional. Sempre fui respeitoso com meus colegas e com os torcedores. Peço desculpas pelo ocorrido, pois nada justifica qualquer tipo de ofensa. Estou no Internacional para ajudar o clube a seguir na busca pelos títulos, e é para isso que trabalho todos os dias. E eu vou vencer no Inter", prometeu.