22°
Máx
14°
Min

Vasco bate Criciúma e conquista título simbólico do 1º turno da Série B

O Vasco venceu o Criciúma por 2 a 1 neste sábado, em São Januário, no Rio, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o clube carioca segue na primeira posição, com 38 pontos, e garantiu matematicamente o título simbólico do primeiro turno da competição. Para o Criciúma, a derrota o mantém com 26 pontos, na sétima posição.

A equipe de São Januário não jogou bem e pareceu em muitos momentos apenas administrar a partida. Na primeira etapa, a estratégia funcionou parcialmente. Com um gol de Éderson após bom giro na área, o time deixou o Criciúma pressionar até que empatasse. Por pouco, o time de Santa Catarina não virou na primeira etapa. Na volta do intervalo, o Criciúma se empolgou e passou a encaixar diversas jogadas de perigo.

O goleiro Martín Silva fez grandes defesas e ajudou seu time. Em um erro da defesa e do goleiro do Criciúma, Thalles mostrou oportunismo, fez o segundo do clube da Colina e selou o destino do jogo.

As equipes voltam a campo para na terça-feira a próxima rodada da Série B. O Criciúma recebe o Paysandu no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma, às 19h15, enquanto o Vasco visita o Ceará na Arena Castelão, às 21h30.

O JOGO - A partida começou tranquila. Cautelosos, os times evitaram abrir espaços e foram prudentes. O Criciúma se fechou e o Vasco não pressionou. Com o jogo morno, o primeiro perigo veio de uma bola parada. Aos 15, Elvis levantou na área, Diego Giaretta cabeceou, Martín Silva espalmou e, no rebote, Roberto completou nas redes. O gol, porém, foi anulado porque Giaretta estava impedido.

A primeira subida do Vasco ao ataque veio com Andrezinho. Aos 22, o meia tentou um lençol em Rafael Silva e a bola sobrou no alto na intermediária. Ele chutou de primeira e assustou o goleiro Luiz. Com o jogo truncado, algumas jogadas surgiam de lances individuais.

Aos 28, em contra-ataque, Éderson driblou dois pela esquerda e bateu de fora da área. O goleiro Luiz espalmou para escanteio. O atacante estava em um bom dia. Aos 36, Madson cruzou com liberdade, Éderson dominou, girou e chutou forte para abrir o placar em São Januário.

Em desvantagem, o clube catarinense pressionou para empatar. Aos 43, Roberto conseguiu chegar à linha de fundo, cruzou e encontrou Diego Giaretta livre, com o gol vazio. O zagueiro não titubeou e empurrou para as redes. Empolgado, o Criciúma quase virou o placar aos 45. Juninho lançou para Elvis, livre, que errou o domínio e acabou deixando a bola para Martín Silva.

Na volta do intervalo, o jogo ficou mais animado - e o clube sulista esteve melhor. Logo aos 5, Jorge Henrique acertou a trave de Luiz. Entre ataques e contra-ataques, o Vasco passou a ser mais perigoso. A resposta do Criciúma veio aos 10. João Afonso roubou a bola e, com liberdade, chutou muito bem. Martín defendeu, e a bola ainda bateu no travessão antes de ir para escanteio. Aos 13, o goleiro vascaíno saiu bem para evitar uma chegada perigosa.

O time catarinense seguiu pressionando. Aos 22, Gustavo dividiu Martín Silva e, no rebote, Juninho bateu sem força para o gol aberto. Diguinho, na linha, afastou a bola.

Apesar da pressão, a equipe carioca mostrou sua eficiência. Aos 26, depois de um erro da defesa do adversário, a bola sobrou para Thalles, na linha da pequena área, que chutou e fez o segundo gol do Vasco.

Com o gol, o Criciúma subiu a marcação e tentou sufocar o adversário. Aos 43, o time conseguiu levar perigo. Em cobrança de escanteio, Raphael Silva cabeceou com precisão e o goleiro Martín Silva espalmou com a ponta dos dedos para salvar o Vasco. O Criciúma não desistiu de buscar o empate, mas seus esforços não foram suficientes para evitar a derrota.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 1 CRICIÚMA

VASCO - Martín Silva; Madson, Rafael Marques, Rodrigo, Julio Cesar (Henrique); Diguinho, Andrezinho, Yagi Pikachu (Júnior Dutra); Jorge Henrique, Thalles e Éderson (Eder Luis). Técnico: Jorginho.

CRICIÚMA - Luiz; Ricardinho, Raphael Silva, Diego Giaretta, Marlon (Alex Maranhão); João Afonso (Gabriel Leite), Douglas Moreira, Juninho, Elvis (Jheimy); Roberto e Gustavo. Técnico: Roberto Cavalo.

GOLS - Éderson, aos 36 minutos do primeiro tempo; Thalles, aos 26, e Diego Giaretta, aos 46 do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Henrique, Diguinho, Rodrigo e Rafael Marques (Vasco); João Afonso e Elvis (Criciúma).

ÁRBITRO - Luiz Flavio de Oliveira (SP).

PÚBLICO - 3.460 pagantes (3.949 presentes).

RENDA - R$ 108.040,00.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio (RJ).